Pub

A Câmara de Faro lançou um apoio municipal de emergência ao arrendamento para munícipes que se encontrem em situação grave de carência económica, devido à pandemia de covid-19, por desemprego, doença ou rutura familiar, anunciou a autarquia.

O apoio, que vai vigorar até 30 de junho, foi implementado no âmbito de um conjunto de iniciativas promovidas pela Câmara Municipal de Faro para combater os efeitos da crise pandémica junto das famílias, empresas e associações.

Em comunicado, a autarquia adianta que a medida abrange as pessoas que residam no concelho, ininterruptamente, há mais de três anos, que se encontrem numa situação socioeconómica desfavorecida, que não sejam beneficiários de outros apoios para o mesmo fim e que apresentem uma taxa de esforço do agregado igual ou superior a 40%.

Quem quiser fazer o pedido terá de entregar um formulário, podendo solicitar esclarecimentos relativamente às condições de acesso na divisão de intervenção social e políticas participativas da autarquia, durante as horas normais de expediente, pelo número 289 870 869 ou para o email dis@cm-faro.pt.

As candidaturas podem ser entregues diretamente, de forma condicionada ao funcionamento dos serviços em cada momento, de acordo com a evolução da pandemia, no Balcão Único do Município, na Loja do Cidadão, ou naquela divisão.

Os pedidos podem ainda ser remetidos por carta registada com aviso de receção para o endereço da divisão – na Praça José Afonso, n.º 1, 8000-173 Faro – ou por endereço eletrónico.

As normas estipuladas para a concessão de apoio municipal de emergência ao arrendamento pelo município vigoram até ao dia 30 de junho de 2020.

Portugal contabilizava na segunda-feira 928 mortos associados à covid-19 em 24.027 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia.

O país cumpre o terceiro período de 15 dias de estado de emergência, iniciado em 19 de março, e o Governo já anunciou a proibição de deslocações entre concelhos no fim de semana prolongado de 01 a 03 de maio.

Pub