Inicio | Sociedade | Crime contra a igreja de Armação de Pêra gera onda de indignação e solidariedade

Crime contra a igreja de Armação de Pêra gera onda de indignação e solidariedade

Assalto_incendio_igreja_armacao_pera (2)
© Samuel Mendonça

O pároco de Armação de Pêra garantiu ao Folha do Domingo que o crime perpetrado contra a igreja paroquial originou um duplo sentimento na população.

“Há uma indignação muito grande das pessoas perante esta atitude porque todos se sentem ofendidos. A comunidade paroquial, os turistas que estão aqui a passar férias e mesmo até as pessoas que não frequentam a igreja, ficaram indignados”, testemunha o padre Joaquim Beato, que se congratula com a generalizada vontade de apoiar o restauro. “As pessoas reconhecem que, afinal de contas, a Igreja não é o edifício mas somos nós, as pessoas”, afirma, acrescentando haver já uma empresa (responsável pelo restauro da igreja matriz de Portimão) que está a fazer a identificação dos estragos causados para apresentar o orçamento para a reparação.

O prior dá como exemplo desta onda solidária a pronta disponibilidade do Clube de Futebol “Os Armacenences” e dos proprietários de um antigo supermercado, mesmo a atrás da igreja, para ceder as respetivas instalações para as celebrações do culto que, desde o dia 22 de agosto, têm vindo a ser celebradas ao ar livre, na Fortaleza.

© Samuel Mendonça
Exterior do edificio onde vai ser celebrada a eucaristia © Samuel Mendonça

Assim, já na próxima semana as missas passarão a ser celebradas no edifício do antigo supermercado durante a semana e ao domingo e, no sábado à tarde, no salão do clube por permitir uma maior participação.

© Samuel Mendonça
Interior do edifício onde vai ser celebrada a eucaristia © Samuel Mendonça

O sacerdote, que garante que o bispo do Algarve “ficou impressionadíssimo” na visita à igreja no passado dia 30 de agosto, adianta ainda haver paróquias e grupos de pessoas que querem colaborar. “A paróquia de Ferragudo tem já um peditório feito para oferecer, a Cáritas Diocesana disponibilizou-se para oferecer paramentos, o padre Elísio, pároco de Quarteira, comprometeu-se a oferecer as alvas e uma senhora que vem aqui passar férias ofereceu logo todos os livros litúrgicos”, conta, acrescentando que o padre Carlos de Aquino, vigário da vigararia de Loulé (circunscrição da qual faz parte a paróquia de Armação de Pêra), escreveu uma carta aos restantes padres a pedir colaboração.

A comissão fabriqueira da paróquia já abriu uma conta bancária solidária (NIB 0035 0107 00007261 830 07) para quem quiser contribuir para o restauro.

Cartaz
Cartaz

Entretanto foi já realizada uma festa solidária, animada pelo comediante Serafim, com a participação de cerca de 500 pessoas, cujo valor angariado reverterá a favor desta causa. O agrupamento de Armação de Pêra do Corpo Nacional de Escutas vai também promover no próximo dia 14 deste mês uma iniciativa solidária (cartaz à dirª) com a reconstrução da igreja.

Também a Câmara de Silves, segundo o jornal Terra Ruiva, aprovou em reunião do passado dia 27 de agosto um conjunto de medidas para ajudar no restauro. A proposta, apresentada pelo executivo permanente e aprovada por unanimidade, prevê a atribuição de um subsídio, cujo valor ainda não é conhecido pela paróquia.

A autarquia prontificou também para realizar o restauro das quatro imagens danificadas, para avaliar da “possibilidade de restauro da imagem da parede do altar”, para estipular uma “contribuição solidária e voluntária” nos eventos realizados em Armação de Pêra, cuja organização for da responsabilidade do município e para “disponibilizar os equipamentos da autarquia” para o desenvolvimento de atividades/eventos, cujas receitas revertam a favor da obra.

O padre Joaquim Beato, que calcula que os trabalhos demorem mais de um ano, evidencia que este crime travará o processo do projeto de construção da nova igreja de Armação de Pêra. “O pequeno fundo que já tínhamos, se calhar, teremos de o investir aqui. Agora temos de parar o projeto porque a prioridade é esta”, sustenta.

Verifique também

Bispo do Algarve fará três visitas pastorais a oito paróquias em 2019/2020

O bispo do Algarve realizará três visitas pastorais a oito paróquias neste ano de 2019/2020. …