Pub

Segundo a organização, Ruben Faria parou apenas durante 5.13 minutos no reabastecimento de combustível, contrariando o regulamento, que prevê uma paragem de 15 minutos. Os comissários decidiram penalizá-lo em 9.47 minutos, ou seja, o correspondente à subtração do tempo efetivo de paragem ao tempo de paragem obrigatório.

Folha do Domingo/Lusa

Com a penalização na tirada que ligou Iquique a Arica, Ruben Faria caiu para o sétimo posto do dia e viu ser-lhe retirada uma vitória pela segunda vez, depois de na primeira etapa ter sido punido por excesso de velocidade.

Segundo na etapa de sexta-feira, Hélder Rodrigues tornou-se, por consequência, vencedor da tirada, com 8.57 minutos de vantagem sobre Faria, que manteve o quinto posto da geral, atrás de Rodrigues, o melhor português numa corrida comandada pelo espanhol Marc Coma (KTM).

Hélder Rodrigues completou os 456 km cronometrados em 5:36.17 horas, menos 3.04 minutos do que o francês Cyril Depres (KTM), que passou a segundo, enquanto Coma foi terceiro, com mais 4.30 do que o português.

O espanhol lidera com o tempo de 22:40.20 horas, menos 8.48 minutos do que Depres, enquanto Hélder Rodrigues está a 27.35.

O Dakar cumpre no sábado um dia de descanso, regressando à competição no domingo, para a realização da sétima etapa, a mais longa da prova, entre Arica e Antofagasta, na extensão de 611 quilómetros cronometrados.

Pub