Pub

“Nos dois anteriores jogos em casa, as coisas não nos correram de feição em relação aos resultados [empate com Vitória de Setúbal e derrota com Feirense], mas o domínio exercido foi esmagador. Rectificando algumas coisas que temos feito, vamos em busca da primeira vitória em casa, que nos colocaria numa posição privilegiada na classificação”, afirmou Daúto Faquirá, na antevisão da partida.

O técnico da equipa de Olhão destacou o valor da União de Leiria, que ocupa o 15.º e penúltimo lugar, e que “fora de casa, já ganhou em Aveiro e perdeu de forma injusta em Paços de Ferreira”, assegurando que “a sua posição na tabela representa pouco”.

“Temos algumas incógnitas e dúvidas mas de certeza que já terá um cunho pessoal do Vítor Pontes, que encontrou uma equipa em busca de pontos. É a segunda semana de trabalho com o novo treinador e já terão tempo de trabalho para alterar e apresentar algo diferente”, acrescentou o técnico, sobre o adversário de domingo, que trocou recentemente de treinador.

Daúto Faquirá promete uma equipa “agressiva e à procura da vitória, mas com equilíbrio defensivo”, procurando que “os erros individuais” que têm custado pontos “não aconteçam”.

A diferença entre os números de golos sofridos face à última época – agora seis, então apenas um à sexta jornada – é descrita como natural, uma vez que a “equipa é diferente, com novos jogadores em assimilação de processos, principalmente em termos defensivos”.

“Vamos esperar que as coisas melhorem nesse aspeto, porque no ataque temos estado bem, pois temos marcado em todos os jogos até agora. Queremos manter isso e tornar inviolável a nossa equipa”, frisou, elogiando o “reforço” Fabiano Freitas, titular na baliza algarvia.

O Olhanense, oitavo classificado com seis pontos, recebe no domingo, às 16:00, a União de Leiria, 15.ª com três, em jogo que será arbitrado por Bruno Paixão, de Setúbal.

Lusa
Pub