Inicio | Sociedade | Desabamento de parede numa habitação em obras no Montenegro provoca um morto

Desabamento de parede numa habitação em obras no Montenegro provoca um morto

O desabamento de uma parede de uma habitação em obras no Montenegro, Faro, provocou ontem a morte de um homem, de acordo com o Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Faro.

Fonte do CDOS disse à Lusa que o alerta para o acidente foi dado às 11:25.

A vítima mortal é um operário, de 34 anos, que morreu soterrado pelo desabamento de uma parede, durante trabalhos de requalificação de uma casa térrea praticamente devoluta, na Rua Júlio Dinis, na freguesia do Montenegro, entre a cidade de Faro e o aeroporto.

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) indicou à Lusa que o homem sofreu ferimentos graves na cabeça e no tórax.

O óbito foi declarado no local, onde estiveram cinco veículos e 12 operacionais dos bombeiros sapadores de Faro, da GNR e do INEM.

Este instituto especificou ter enviado uma viatura médica de emergência e reanimação (VMER), uma ambulância e uma unidade móvel de assistência psicológica para os restantes trabalhadores da obra.

A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) avançou com uma ação inspetiva para averiguar as circunstâncias em que ocorreu um acidente mortal, disse à Lusa fonte daquele organismo.

Questionada pela Lusa sobre as condições de segurança em que a obra decorria, fonte da ACT declarou que neste momento “é prematuro avançar mais informação” sobre o caso.

“Após a comunicação do acidente, a ACT deslocou-se imediatamente ao local com uma equipa de inspetores”, refere a mesma fonte, escusando-se a avançar com mais pormenores por decorrerem ainda “diligências inspetivas”.

Em declarações à Lusa, fonte da Câmara de Faro disse não ter recebido qualquer pedido de licenciamento para obras no edifício cuja parede desabou, causando a vítima mortal.

Segundo constatou a Lusa no local, não estava afixado no edifício qualquer informação ou licença de obras.

com Lusa

Verifique também

Peditório da Cáritas no Algarve angariou 5.092 euros

A Cáritas realizou de 21 a 24 de março o seu peditório público nacional, uma …

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.