Pub

gnrO Ministério Público anunciou ontem que abriu um inquérito sobre alegadas agressões cometidas por militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) a um homem detido em Olhão.

O inquérito está a ser conduzido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Faro e foi aberto após tomar “conhecimento de um vídeo que, alegadamente, contém imagens de agressões, por parte de militares da Guarda Nacional Republicana, a um cidadão detido em Olhão”, pode ler-se num comunicado da Procuradoria da República da Comarca de Faro.

Os factos que estão a ser investigados pelo DIAP de Faro estão também na origem da abertura de “um processo de averiguações interno” pela GNR, disse fonte do comando territorial de Faro da força de segurança à agência Lusa.

Escusando-se a avançar mais detalhes sobre o caso, a mesma fonte disse que o processo de averiguações foi aberto “há mais de uma semana”, quando as referidas imagens chegaram ao conhecimento da GNR.

Pub