Pub

O golo dos algarvios e único da partida foi apontado por Dyego Souza, aos 45+1 minutos, fazendo com que a equipa de Lazáro Oliveira fosse para o descanso em vantagem no marcador.

Diante de um Beira-Mar pouco atrevido no ataque, o Portimonense assegurou desde o início o controlo do jogo, construindo várias oportunidades de golo para abrir o marcador, a primeira das quais, aos 24 minutos, com Mica a rematar à barra da baliza dos aveirenses.

Zambujo e Dyego Sousa tiveram também ocasiões para colocar o Portimonense em vantagem, mas o guarda-redes Rui Rego conseguiu travar os remates dos avançados algarvios.

Só em jogadas de bola parada é que a formação de Jorge Neves ameaçou a baliza dos anfitriões, com Tiago Sintra em evidência, por duas vezes a obrigar Márcio Ramos a aplicar-se para evitar o tento dos aveirenses.

O golo da vitória dos algarvios acabou por surgir no tempo de compensação e ainda antes do intervalo, quando Dyego Souza surgiu isolado a finalizar assistência de Quinaz.

No segundo tempo manteve-se a toada da primeira metade e, Dyego Souza, aos 49 minutos, teve nova oportunidade para dilatar o marcador, mas o remate acabou por sair a escassos centímetros da baliza de Rui Rego.

Sem conseguir contrariar o melhor jogo dos algarvios, o Beira-Mar caiu fisicamente, recuando no terreno e deixando que o Portimonense jogasse muito perto da sua área.

Apesar do domínio, a formação algarvia só perto do final é que voltou a criar perigo, com Fabrício a rematar de cabeça ao poste da baliza aveirense.

Lusa

Pub