Pub

Os treinadores dos conjuntos, Sérgio Conceição e Lázaro Oliveira, apostaram em dois “onzes” com jogadores menos utilizados ao longo da época e, na primeira parte, foi a turma de Olhão a criar mais perigo, com Vítor Vinha e Yontcha a atirarem à barra.

Na segunda parte, com as muitas mexidas, o jogo perdeu intensidade e só houve registo de um lance de perigo, para o Portimonense, que o guarda-redes Bruno Veríssimo evitou com uma boa defesa.

Destaque, no Olhanense, para o regresso de Nuno Piloto, ausente de competição há vários meses, devido a lesão.

O Olhanense ocupa o nono lugar na Liga de futebol, com 29 pontos, enquanto o Portimonense é 15.º e penúltimo classificado na Honra, com 27 pontos.

Liliana Lourencinho com Lusa
Pub