Inicio | Igreja | Encontro sobre a santidade marcou também a abertura do Ano da Vida Consagrada no Algarve

Encontro sobre a santidade marcou também a abertura do Ano da Vida Consagrada no Algarve

© Samuel Mendonça
© Samuel Mendonça

Trinta e nove consagrados dos 75 que trabalham na Diocese do Algarve (53 irmãs, 16 padres e seis consagrados de vida secular) participaram ontem no Colégio de Nossa Senhora do Alto, em Faro, num encontro reflexivo, precisamente no dia em que a Igreja assinalou o início do Ano da Vida Consagrada, proclamado pelo Papa Francisco.

© Samuel Mendonça
© Samuel Mendonça

O encontro, promovido pelo Secretariado Regional do Algarve da CIRP – Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal, contou com a reflexão do padre Alberto Brito, sacerdote da Companhia de Jesus (jesuíta), sobre o tema “Vida Consagrada. Um projeto de Santidade para hoje?”.

© Samuel Mendonça
© Samuel Mendonça

Recorde-se que o programa pastoral da Diocese do Algarve para este ano de 2014/2015 tem como lema “Chamados à Santidade”.

Após o acolhimento e as boas-vindas do bispo do Algarve, D. Manuel Quintas, e a oração da manhã com evocação dos carismas dos 19 institutos de vida consagrada presentes no Algarve, o sacerdote jesuíta proferiu a sua reflexão a partir do livro de Tomáš Halík, intitulado “Paciência com Deus”, que faz uma abordagem à fé usando a parábola de Zaqueu como fio transversal para as várias questões tratadas.

© Samuel Mendonça
© Samuel Mendonça

Neste sentido, o padre Alberto Brito evidenciou que há hoje muita gente que, tal como o chefe dos publicanos, procura a Deus e aludiu à necessidade de haver interlocutores com perspicácia e intuição que, de maneira personalizada, ajudem essas pessoas a “abrir a porta da fé através da compreensão humana” para que não fiquem “dependurados nas árvores”. “E se, à partida, há gente que devia de ter sensibilidade para esta proximidade são aqueles que se dizem consagrados a tempo inteiro pelo Reino de Deus”, considerou o sacerdote entrevistado por Folha do Domingo, interrogando: “o que é que é a santidade senão a proximidade? O que é que nos é pedido senão tentar ser sinal para outros daquilo que Deus é para connosco?”.

© Samuel Mendonça
© Samuel Mendonça

Depois do almoço, e após a intervenção da CIRP, os religiosos tomaram parte na eucaristia de abertura no Algarve do Ano da Vida Consagrada, presidida na catedral pelo bispo diocesano.

O Ano da Vida Consagrada, que é um dos acontecimentos eclesiais inspiradores do programa pastoral da Diocese do Algarve, vai prolongar-se até 2 de fevereiro de 2016, festa litúrgica da Apresentação de Jesus e dia tradicionalmente dedicado aos religiosos e religiosas. Até lá, o Secretariado Regional do Algarve da CIRP irá promover várias iniciativas.

Verifique também

Seminário de Faro conta este ano com dois seminaristas da Arquidiocese de Évora

O Seminário de São José de Faro, instituição dedicada à formação dos futuros sacerdotes da …

Folha do Domingo

GRÁTIS
BAIXAR