Breves
Inicio | Igreja | Exposição sobre as fundações de Sta. Teresa de Jesus esteve patente no Algarve

Exposição sobre as fundações de Sta. Teresa de Jesus esteve patente no Algarve

© Samuel Mendonça
© Samuel Mendonça

Uma exposição itinerante sobre as fundações de Santa Teresa de Jesus esteve patente no encontro de espiritualidade que teve lugar este fim-de-semana na casa de retiros de São Lourenço do Palmeiral, na paróquia de Alcantarilha.

A mostra, sobre os 17 conventos fundados em Espanha por Teresa de Ávila, tem vindo a acompanhar os encontros realizados por todo o país para complementar com referências históricas a formação espiritual. Segundo o padre Agostinho Leal, da Ordem dos Carmelitas Descalços, a iniciativa visa “dar visibilidade e situar as pessoas com fotografias e os textos de Santa Teresa a contar o que aconteceu”.

Os mais de 20 expositores vieram para o Algarve há quase seis meses e já passaram também pelo Carmelo do Patacão, no concelho de Faro, e pelo Carmelo Secular de Tavira.

© Samuel Mendonça
© Samuel Mendonça

Para além desta exposição existem mais duas sobre os escritos de Santa Teresa – uma sobre o “Caminho de Perfeição” e outra sobre o “Livro da Vida” – que visam também acompanhar os encontros espirituais a realizar no âmbito da celebração do V Centenário do Nascimento de Santa Teresa de Jesus (1515-2015) que se prolonga até outubro deste ano.

Teresa de Ávila nasceu a 28 de março de 1515 e, após ter entrado no convento carmelita de Nossa Senhora da Encarnação, promoveu a renovação da Ordem do Carmo, tendo fundado o primeiro convento da nova família carmelita descalça em 1562, dia em que Teresa mudou de hábito e começou a chamar-se Teresa de Jesus.

No século XVI impulsionou ainda a abertura de diversos conventos, cativando o apoio de mecenas e mesmo da Coroa Espanhola, que na altura da ocupação filipina governava também Portugal.

Teresa de Ávila foi responsável pela reforma da Ordem dos Carmelitas em Portugal juntamente com São João da Cruz, processo do qual saiu, em 1593, o ramo dos Carmelitas Descalços, e morreu em Alba de Tormes (Salamanca) no ano de 1582, tendo sido proclamada doutora da Igreja por Paulo VI em 1970.

Verifique também

Igreja do Algarve em festa pela ordenação de novo padre e quatro novos diáconos permanentes

No dia de ontem, em que a Igreja celebrou a solenidade da Santíssima Trindade, a …