Pub

O sacerdote, de 74 anos, chegou igualmente a ser capelão e assistente da Casa de Santa Zita de Faro e coordenador Departamento da Pastoral da Saúde da Diocese do Algarve.

Em Fevereiro de 2006, já com alguns problemas de saúde, tinha terminado o seu serviço como capelão do Hospital de Faro.

O funeral do padre António Coelho realiza-se amanhã, dia 11 de Janeiro, em Lagares da Beira, a sua terra natal, às 15h.

O Bispo do Algarve já lamentou a morte do antigo presbítero da Igreja algarvia e manifestou a sua gratidão, em nome de toda a Diocese do Algarve, pelo trabalho desenvolvido pelo presbítero agora falecido. “Estamos unidos na oração em sufrágio da sua alma, gratos pelo dom da sua vida e do seu ministério ao serviço da nossa Igreja diocesana”, afirmou D. Manuel Quintas.

O padre António Coelho nasceu em Lagares da Beira, Oliveira do Hospital, Diocese de Coimbra, a 20 de Agosto de 1936. A 22 de Setembro de 1963 foi ordenado presbítero na Sé de Faro, por D. Francisco Rendeiro, e a 18 de Outubro de 1969 foi nomeado capelão e assistente da Casa de Santa Zita de Faro. A 16 de Março de 1980 foi nomeado capelão do Hospital Distrital de Faro e a 5 de Novembro de 1989 nomeado coordenador do Departamento Diocesano da Pastoral da Saúde. Terminou o seu serviço de capelão do Hospital Distrital de Faro a 17 de Fevereiro de 2006.

Pub