Inicio | Economia | Faro apresentou projeto para uma nova marina e frente ribeirinha requalificada

Faro apresentou projeto para uma nova marina e frente ribeirinha requalificada

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O presidente da Câmara Municipal de Faro, Rogério Bacalhau, anunciou ontem que vai avançar com a requalificação urbana e marítima de toda a frente ribeirinha da capital algarvia, que inclui a construção de uma nova marina.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

“Trata-se de um passeio marítimo, na cintura da periferia com o tecido urbano da cidade de Faro, ao longo de um corredor, criando um grande passadiço com vários pontos de amarração e várias docas de recreio, bem como a reconversão do porto comercial com a construção de uma marina”, explicou o autarca.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O governante acrescentou que irá “proporcionar um espaço de lazer, de economia e social, a sul da linha de caminho de ferro, passando por cima ou por baixo da mesma”.

Rogério Bacalhau falava na cerimónia de comemoração do dia da cidade, que teve lugar no cais comercial de Faro e que contou com a presença da ministra do Mar, Ana Paula Vitorino.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O objetivo passa por criar uma maior ligação entre a Ria Formosa e a cidade, que tem como entrave a linha de caminho de ferro situada junto ao litoral.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

A intervenção apresentada ontem pelo ex-presidente da Câmara de Vila Real de Santo António e consultor do projeto, Luís Gomes, prevê a criação de um passeio ribeirinho e de um passeio marítimo, a requalificação do eixo central e a criação de uma nova marina no porto comercial de Faro.

Segundo Rogério Bacalhau, os valores do investimento total “ainda estão por apurar porque ainda é necessário fazer estudos” e abrir concursos, sendo este um processo que “vai levar alguns anos”.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Quanto ao investimento para transformar o porto do cais comercial numa nova marina, “será de cerca de 120 milhões de euros e irá permitir a criação de cerca de 1000 postos de trabalho”, afirmou.

O autarca explicou que “a ideia é ter um investimento privado numa concessão por 70, 90 ou 100 anos, dependendo do que os estudos indicarem” e garantiu que este projeto tem suscitado o interesse de diversos investidores.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

“Temos recebido várias manifestações de interesse, alguns a nível nacional e vários estrangeiros. Algumas das entidades já têm outros equipamentos deste género noutras partes do mundo e estão interessados. Além da construção da marina, o espaço terá outros equipamentos de apoio às atividades náuticas e na área da investigação”, acrescentou.

Presente na cerimónia esteve também a ministra do Mar, que manifestou o seu apoio a esta iniciativa e referiu que “a requalificação do território é um dos objetivos principais” do Governo e está a ser trabalhada “com vários municípios”.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

“Trata-se de requalificar territórios em que já se degradou aquilo que em tempo foi a atividade principal, como a atividade portuária, e transformá-los em territórios que possam ser usufruídos pelos cidadãos e também pelos turistas. É importante que mantenha atividades ligadas ao mar, à náutica de recreio, de transporte marítimo, ao mesmo tempo tenha em conta a preservação do ambiente e mantenha a identidade com uma simbologia marítima nas soluções arquitetónicas e urbanas”.

Para a concretização deste projeto, a Câmara de Faro assinou ontem um protocolo com a Doca Pesca para a transferência da gestão do território junto à doca para a autarquia.

Será assinado outro protocolo entre o município de Faro e a Infraestruturas de Portugal.

com Lusa

Verifique também

Câmara de Vila do Bispo aprova orçamento de 14,8 milhões de euros para 2019

A Câmara de Vila do Bispo aprovou um orçamento para 2019 no valor de 14,8 …