Pub

Cerca de 15 minutos depois de o Benfica ter garantido o 32.º título nacional do seu historial, com um triunfo por 2-1 na receção ao Rio Ave, o Jardim Manuel Bívar, junto à doca de Faro, começou a ficar cheio de adeptos benfiquistas que não quiseram deixar de comemorar a conquista de forma ruidosa, acompanhados por um intenso buzinão dos automóveis decorados com bandeiras e cachecóis "encarnados".

Entoando "Campeões, campeões, nós somos campeões", "ninguém para o Benfica" e "SLB, glorioso, SLB", várias centenas de pessoas encheram a rotunda situada em frente ao Hotel Faro, local para onde se dirigiam também largas centenas de automóveis, que bloquearam completamente as ruas de acesso à baixa da cidade.

A festa tinha começado ainda durante o jogo na Casa do Benfica de Faro, quando aos três minutos Óscar Cardozo inaugurou o marcador, enchendo de felicidade os cerca de 200 adeptos que aí assistiram ao encontro.

O Rio Ave ainda empatou aos 72 minutos, causando alguma apreensão aos seguidores "encarnados", que explodiram definitivamente de satisfação seis minutos depois, quando o paraguaio "bisou", assegurando o triunfo do Benfica na Liga portuguesa e o título de melhor marcador da prova.

Quando a partida terminou, a festa deslocou-se para a baixa da cidade e promete prolongar-se pela noite dentro, com várias centenas de adeptos a não quererem perder a oportunidade de comemorar a conquista da equipa orientada por Jorge Jesus, que repetiu o feito alcançado pela última vez pelo italiano Giovanni Trapattoni na temporada 2004/05.

"Já havia muitos anos que a gente não sabia o que isto era. O meu neto também está aqui, é sócio desde pequenino e ainda não tinha visto o Benfica ser campeão", disse à Lusa João Gomes, para quem "este campeonato serve para elevar o moral" dos benfiquistas "depois de anos a pastar".

Outro dos seguidores que não quis perder a festa foi Ricardo Magalhães, que considerou que o "Benfica foi a melhor equipa durante o campeonato inteiro e não foi por causa do (portista) Hulk que foi campeão". "Com Hulk ou sem Hulk até os comemos todos. Ninguém para o Benfica", gritou.

"Claro que estou satisfeito, fomos campeões contra tudo e contra todos, mesmo com túneis. Quando não têm argumentos inventam estas coisas", afirmou Virgílio Agostinho, outro dos adeptos presente na baixa de Faro, que disse ir "tentar aguentar a festa pela noite dentro".

Também João Raposo disse estar "muito satisfeito", frisando que "tinha saudades de festejar o título"

"É a segunda vez que vejo o Benfica ser campeão e não há clube como este, que mobilize tanta gente como a que está aqui. O Benfica é grande", afirmou, acrescentando que "agora é festa até de manhã" e que "o povo benfiquista é o maior".

Lusa

Clique na foto para vê-la maior

Pub