Breves
Inicio | Cultura | Festival do Marisco regressa a Olhão com nova imagem a partir de 10 de agosto

Festival do Marisco regressa a Olhão com nova imagem a partir de 10 de agosto

Marisco_ameijoasO Festival do Marisco de Olhão, no ano em que cumpre a 30.ª edição, a decorrer de 10 a 15 de agosto, vai ter uma nova imagem, disse na sexta-feira o presidente da Câmara do concelho.

“Inovamos desde logo com uma nova imagem, a imagem do Festival do Marisco está renovada, mais fresca, mais moderna. O espaço, onde já não existe o edifício, vai permitir que haja uma maior amplitude de todos os expositores”, afirmou em conferência de imprensa o presidente da Câmara Municipal de Olhão, António Pina.

O festival espera aumentar as vendas de bilhetes em relação ao ano passado e contou, para a 30.ª edição, com um orçamento de mais de 600 mil euros, tendo a autarquia atribuído um subsídio de 150 mil.

“O Festival do Marisco dá prejuízo e o prejuízo são 150 mil euros. No entanto, a câmara entende que deve manter o Festival do Marisco no mesmo nível de excelência a que já nos habituou”, afirmou António Pina.

Segundo o presidente da Câmara Municipal de Olhão, para os comerciantes da avenida 5 de Outubro, “são os melhores dias do ano”, o que compensa “o investimento que a câmara faz na atribuição do subsídio”.

No entanto, devido aos constrangimentos de trânsito que o festival levanta à circulação naquela zona da cidade, António Pina admitiu que “o futuro talvez seja não haver tráfego na 5 de Outubro” na altura do evento.

Sobre as restrições à apanha de bivalves colocadas pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera, António Pina disse apenas esperar que “essa situação ambiental não ocorra à data”.

O festival abre no dia 10 de agosto com Anselmo Ralph, seguindo-se Fado & Further (Júlio Resende, Ana Moura e Ana Bacalhau), Richie Campbell, Mickael Carreira, José Cid, antes de encerrar, a 15 do mesmo mês, com Daniela Mercury.

As entradas custam nove euros para adultos, de 11 a 14 de agosto, 12 para o primeiro dia e 10 para o último, enquanto as crianças até aos seis anos não pagam entrada em nenhum dos dias e as de idades entre os sete e os 12 pagam quatro euros.

Verifique também

“Estuário” da algarvia Lídia Jorge vence XXIV Grande Prémio de Literatura DST

A escritora algarvia Lídia Jorge, natural de Boliqueime, é a vencedora do XXIV Grande Prémio …