Pub

Em comunicado, a UAlg sublinha que o fundo visa combater o abandono e insucesso escolares, decorrentes do facto de as famílias de muitos estudantes não conseguirem fazer face às despesas com as propinas, nem aceder às bolsas de estudo.

No prefácio do regulamento agora aprovado lê-se que existe um número "considerável" de estudantes que não podem ser enquadrados no sistema de atribuição de bolsas, apesar de a sua situação socioeconómica não ser favorável.

"Esta situação tem sido identificada como causa frequente de abandono escolar e a falta de recursos financeiros é apontada como potenciadora do insucesso escolar, fenómeno com expressão significativa no universo de estudantes da UAlg", refere a universidade.

Segundo a UAlg, o fundo permitirá um maior acesso à ação social indireta, promovendo, assim, "a solidariedade e equidade social e a redução do abandono escolar".

O regulamento agora aprovado define o processo de atribuição no âmbito do sistema de apoios pecuniários para a frequência de estudantes matriculados na UAlg em cursos de especialização tecnológica (CET), licenciatura, mestrado ou mestrado integrado.

As candidaturas devem ser formalizadas até ao dia 30 de abril, em impresso próprio, disponível nos Serviços de Ação Social, no "campus" da Penha, em Faro.

Lusa

Pub