Breves
Inicio | Igreja | Igreja do Algarve rezou pela entrega vocacional da irmã Cristina Silva

Igreja do Algarve rezou pela entrega vocacional da irmã Cristina Silva

Foto © Samuel Mendonça
Foto © Samuel Mendonça

A igreja matriz de Lagoa – onde hoje a irmã Cristina Silva fará, pelas 16h, a sua profissão perpétua na congregação das Carmelitas Missionárias – recebeu ontem à noite uma vigília de oração por esse acontecimento.

A iniciativa, que contou com a presença da própria religiosa, teve como objetivo não só rezar pela sua consagração, mas também agradecer a Deus por todo o seu percurso de discernimento vocacional e pela entrega da sua vida.

Foto © Samuel Mendonça
Foto © Samuel Mendonça

A vigília na paróquia de Lagoa, de onde é natural a irmã Cristina Silva, foi presidida pelo pároco local, o padre José Nunes, e participada por várias dezenas de pessoas, com destaque para as carmelitas missionárias da comunidade algarvia, mas também de fora da Diocese do Algarve e até de Espanha.

Foto © Samuel Mendonça
Foto © Samuel Mendonça

O padre José Nunes destacou a importância de cada cristão assumir, através do seu batismo, a missão de Cristo, “rei, profeta e sacerdote”. O prior evocou o exemplo de Santa Teresa de Ávila que nasceu a 28 de março de 1515 e, após ter entrado no convento carmelita de Nossa Senhora da Encarnação, promoveu a renovação da Ordem do Carmo, tendo fundado o primeiro convento da nova família carmelita descalça em 1562, dia em que mudou de hábito e começou a chamar-se Teresa de Jesus.

O padre José Nunes lembrou que a consagrada, “num tempo difícil e de todas as dificuldades”, deixou-se “marcar pela força da palavra e do Espírito de Jesus”. O sacerdote exortou os presentes a deixarem-se também “conduzir pelo espírito de Jesus Cristo”. “Que a nossa Cristina seja semelhante a esta Teresa de Ávila. Penso que a Cristina vai ser o que o Espírito de Deus quer que ela seja e ela vai aceitá-lo”, complementou.

Foto © Samuel Mendonça
Foto © Samuel Mendonça

Num testemunho emocionado, a irmã Cristina Silva lembrou o percurso de iniciação cristã na paróquia e a caminhada da sua vocação que contou na entrevista que concedeu ao Folha do Domingo. “Nesta noite quero dar-te graças Senhor pelo dom da vida, pelo dom da vida dos meus pais, pela minha família, pelo dom da fé e pelo dom do batismo”, afirmou, lembrando que no dia do seu batismo começou a “germinar a semente da fé” na sua vida.

A celebração eucarística da profissão de perpétua da irmã Cristina Silva será presidida pelo bispo do Algarve, D. Manuel Quintas.

Verifique também

Igreja do Algarve apresenta Programa Pastoral 2019/2020 em Assembleia Diocesana

O Programa Pastoral da Diocese do Algarve para o ano pastoral 2019/2020, sob o tema …