Pub

A Igreja do Algarve conta com mais dois consagrados que vieram neste ano pastoral de 2021/2022 trabalhar para a diocese.

Padre Rui Fernandes – Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O padre Rui Fernandes, sacerdote jesuíta, natural de Santarém, chegou do Líbano, onde esteve nos últimos tempos a fazer investigação para o seu curso de doutoramento em Teologia, na Universidade de São José, em Beirute. O sacerdote da Companhia de Jesus está a terminar aquela pós-graduação sobre a experiência religiosa no quotidiano a partir do hip hop libanês, incluindo a sua relação com o Islão.

Ordenado em 2018, o sacerdote da Companhia de Jesus, que integrou agora a comunidade jesuíta algarvia de Nossa Senhora da Estrada, foi um dos responsáveis pela realização do ‘LabOratório’ em Portugal, uma iniciativa de formação litúrgica e musical. Para além de estar a redigir a tese durante o dia, terá trabalho pastoral à noite e aos fins de semana.

Irmã Isilda Leal – Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Também de regresso ao Algarve está a irmã Isilda Leal, carmelita missionária, natural de Marco de Canavezes. A religiosa veio de Granada, Espanha, onde trabalhava num colégio da congregação.

A irmã Isilda Leal já é uma cara conhecida no Algarve, pois já esteve na diocese algarvia por diversas vezes. A primeira dela foi em 1980, tendo vindo logo a seguir às primeiras irmãs para a formação da comunidade carmelita no Algarve.

A consagrada é ainda, na congregação, a coordenadora da pastoral de todos os colégios da Europa. Para além do trabalho na comunidade espera ainda assumir mais alguma missão de trabalho na Diocese do Algarve.

Os consagrados são sacerdotes, irmãos ou irmãs, pertencentes a um(a) instituto/congregação religioso(a).

Pub