Inicio | Desporto | Isidoro Sousa recusa assinar contas da Olhanense SAD

Isidoro Sousa recusa assinar contas da Olhanense SAD

Isidoro_sousa_olhanenseO presidente do Olhanense e administrador da SAD recusou ontem assinar as contas de 2015/2016, chamando a PSP ao local por sentir-se ameaçado, mas os responsáveis da SAD desmentiram o caso e prometem interpor uma ação judicial.

A alegada situação entre Isidoro Sousa e funcionários da SAD ocorreu na manhã de ontem, durante uma assembleia de acionistas, realizada no Estádio José Arcanjo, em Olhão, com o intuito de aprovar o relatório e contas da SAD relativo ao período 2015/2016.

O presidente do Olhanense tinha pedido, durante o encontro, o seu adiamento, por o clube não ter tido tempo de analisar os documentos, que foram entregues apenas na passada terça-feira.

“Estes documentos, que devem ser entregues 15 dias antes da reunião, só foram entregues na última terça-feira e, depois, até foram alterados. Obviamente, não poderia assinar sem antes haver apreciação da direção, do conselho fiscal e do revisor oficial de contas do clube”, disse o presidente do Olhanense à agência Lusa.

O dirigente relatou que, em determinado momento da reunião, esta foi interrompida pela entrada de “dois elementos, funcionários da SAD”, um deles o diretor financeiro, Alessandro Sbraccia, que o tentaram forçar, “em tom ameaçador, a assinar o documento”.

“Sem intervenção do presidente da SAD, a situação chegou a um ponto em que não tinha condições para continuar. Abandonei a sala e chamei a PSP, cujos agentes compareceram e identificaram as pessoas em causa”, prosseguiu Isidoro Sousa.

O dirigente revelou que já foi marcada uma reunião de emergência da direção do clube para hoje, no sentido de ser tomada uma posição oficial sobre este caso.

O presidente da mesa da assembleia-geral da SAD, Nuno Brazuna, desmentiu entretanto o presidente do clube, considerando as acusações “muito graves e totalmente descabidas de verdade”.

Em comunicado, o responsável sustentou que “não haveria qualquer motivo para ameaças ou pressão, também porque, como tinha de ser do conhecimento do sr. Isidoro Sousa, as contas e relatório referentes a 2015/2016 previamente aprovadas com a maioria dos votos no conselho de administração do dia 22 de novembro de 2016, seriam na sede desta assembleia apenas para serem votadas positivamente, negativamente ou por abstenção, nunca assinadas”, acrescentando que já tinha igualmente aceitado o pedido de adiamento da reunião.

O presidente da SAD, Luigi Agnolin, também reagiu em comunicado, repudiando “veementemente” as notícias sobre as “alegadas pressões e ameaças ao sr. Isidoro Sousa” e considerando que esta atitude visa “a desestabilização e a difamação quer da sociedade quer dos seus elementos”.

Por se tratar de uma “atitude recorrente” de Isidoro Sousa e ser uma “ação grave e difamatória”, o presidente da SAD promete interpor uma ação judicial contra o presidente do clube.

A equipa de futebol profissional do Olhanense, gerida pela SAD em clima de tensão com o clube há anos, ocupa o 22.º e último lugar da II Liga de futebol, com oito pontos, após 15 jornadas disputadas.

Verifique também

Portugal goleia no Algarve a Lituânia e fica a um triunfo do apuramento para o Euro2020

A seleção portuguesa de futebol goleou hoje a Lituânia por 6-0, no seu penúltimo encontro …