Pub

A triatleta do Benfica regressou à competição na sua modalidade, depois de ter participado em várias provas de atletismo – como o Campeonato do Mundo de Corta-Mato -, manifestando-se “espantada” pela sua prestação vitoriosa.

“Sinceramente não estava à espera nem a desejar isto. Apenas queria competir, ganhar ritmo e, no final, saio satisfeita pela vitória, pois ganhar não era o objetivo. Era impensável, a sério”, disse Vanessa Fernandes.

A portuguesa fez a transição da natação para o ciclismo em terceiro lugar, chegou à liderança no setor velocipédico e foi aumentando a vantagem no último setor, o de atletismo, vencendo com 2.27 minutos de avanço sobre a francesa Emmie Charayron, sob o olhar do secretário de Estado do Desporto, Laurentino Dias.

Vanessa Fernandes não integrou o estágio de atletas portugueses para a prova algarvia, que decorreu na última semana, desmentindo contudo qualquer tipo de má relação entre si e a Federação de Triatlo de Portugal.

“O presidente da federação tem-me apoiado sempre, mostra-se preocupado, tem-me dado bastante abertura nas minhas decisões, tem sido uma pessoa aberta comigo e com o meu treinador, por isso está tudo bem”, sublinhou.

Sobre o diretor-técnico nacional e seu ex-treinador, Sérgio Santos – que Vanessa substituiu por Paulo Colaço -, a atleta do Benfica disse que a situação é semelhante: “Também está tudo bem, de boa relação, não há problema nenhum”.

Vanessa Fernandes sublinhou que vai agora entrar noutro patamar da época, intensificando as cargas de treino para “ganhar consistência” e preparar a sua próxima prova, a Taça do Mundo de Madrid.

Na prova masculina, ganha pelo espanhol Mário Mola, que só se colocou na dianteira no setor de atletismo, João Silva foi o melhor português, terminando no segundo lugar.

“Para chegar à vitória talvez tenha faltado acreditar mais um pouco. O Mário foi para a frente sem problema nenhum e eu tinha indicações para me preservar. Ele imprimiu um ritmo excelente e venceu de forma espetacular”, disse o atleta português.

A seleção portuguesa de triatlo está a preparar o início da qualificação para os Jogos Olímpicos Londres2012, marcado para junho.

Lusa

Pub