Pub

"Vamos ter a despesa de jogo e isso requer paciência e qualidade na circulação de bola, se o campo o permitir, para levar de vencida um adversário que defende bem e que vem para pontuar", afirmou Jorge Costa, na antevisão do encontro.

O Olhanense não vence um jogo oficial há mais de quatro meses – a última vitória remonta a 13 de Setembro, na 4.ª ronda da Liga, diante da Académica (2-1)- razão pela qual Jorge Costa salienta a importância da partida com a Naval 1.º de Maio.

Para o treinador do Olhanense, a equipa entrou numa fase que, não sendo decisiva, é importante para "descolar do grupo dos últimos", o que implica "começar bem a segunda volta", ou seja, "somar os três pontos".

Quanto à definição do plantel – até agora só foi garantido um reforço, Lionn – Jorge Costa espera ter o assunto concluído "até meio da próxima semana", para que os eventuais novos reforços se "adaptem ao grupo" durante a paragem de duas semanas que o Olhanense vai ter por força da eliminação da Taça de Portugal e da Taça da Liga.

Apesar de não estarem disponíveis, Djalmir (suspenso), Pietravallo e Toy (lesionados) integram a lista de convocados, uma vez que Jorge Costa decidiu chamar todo o plantel.

O Olhanense, 14.º classificado, com 11 pontos, recebe a Naval 1.º de Maio, 11.º com 15, no sábado, às 16:00 horas, no Estádio José Arcanjo, em Olhão, com arbitragem de Vasco Santos (Porto).

Lista dos 22 convocados:
– Guarda-redes: Ventura, Bruno Veríssimo e Ricardo Ferreira.
– Defesas: João Gonçalves, Lionn, Anselmo, Sandro, Éder Baiano, Carlos Fernandes, Tengarrinha e Stéphane.
– Médios: Rui Baião, Pietravallo, Rui Duarte e Castro.
– Avançados: Greg, Zequinha, Toy, Paulo Sérgio, Ukra, Djalmir e Rabiola.

Pub