Pub

Num encontro com militantes socialistas em Portimão (Algarve), António José Seguro recordou esta noite que é a segunda vez que os líderes europeus só se mexem em momentos de crise por causa dos bancos.

“Agora que a crise na Grécia pode provocar uma nova crise nos bancos é que os líderes da Europa se mexeram, não porque estejam preocupados com as pessoas, ou com a Grécia, mas por estarem precupados com os bancos”, acusou o candidato a secretário-geral do PS.

“Para nós socialistas, a nossa preocupação são as pessoas e a Europa não pode estar refém dos interesses dos bancos”, disse Seguro, questionando a existência de uma União Económica e Monetária, "sem uma união política".

António José Seguro prometeu que se for o novo líder do PS uma das suas primeiras iniciativas será propor aos líderes socialistas europeus um debate para “pensar uma política alternativa” à vigente na UE.

“O que deve ser exigido à família socialista europeia é que seja capaz de apresentar uma linha alternativa política à linha conservadora e à imposição liberal”.

Seguro recordou, por exemplo, que o Orçamento da UE é hoje “inferior em termos percentuais aquele que era o orçamento de Jacques Delors”.

"É necessário dar respostas às pessoas”, defendeu Seguro, sublinhando que os “problemas dos gregos são nossos”, ou seja de todos os membros da União Europeia.

O candidato à liderança do PS esclareceu hoje que quer chegar a 2015 com uma “proposta política alternativa ao PSD” e quer “conquistar a confiança dos portugueses”.

Seguro disse ainda que existe um “oceano” que o separa do atual primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho.

“Honraremos os nossos compromissos, mas não contarão com o PS para, por exemplo, a Revisão Constitucional proposta pelo PSD”, alertou o candidato, referindo, todavia, fazer “uma oposição positiva”.

O auditório do Teatro Municipal de Portimão (TEMPO) esteve repleto de militantes socialistas que quiseram esta noite ouvir falar António José Seguro sobre a sua moção.

O presidente da Câmara de Portimão, Manuel da Luz, e o líder do PS/Algarve, o deputado Miguel Freitas, declararam hoje publicamente que apoiam o candidato José Manuel Seguro à liderança do PS.

António José Seguro desafiou hoje o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, para que até ao final deste ano concretize um acordo para alterar a legislação das Autárquicas e Legislativas.

Lusa
Pub