Inicio | Igreja | Jovens católicos algarvios realizaram Via-Sacra para melhor viverem esta Quaresma

Jovens católicos algarvios realizaram Via-Sacra para melhor viverem esta Quaresma

Via_sacra_jovem_2019 (39)
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Mais de 400 jovens de todo o Algarve, e também adultos que se quiseram associar a eles, participaram no passado sábado à noite, em Silves, na Via-Sacra promovida pelo Setor da Pastoral Juvenil da Diocese do Algarve.

Após a concentração junto às piscinas municipais, o assistente do Setor Diocesano da Pastoral Juvenil (SDPJ) introduziu àquele trajeto que consistiu em acompanhar espiritualmente o percurso de Jesus até à morte, sepultura e ressurreição, com momentos de meditação e oração, ao longo de 15 estações, marcados por leituras, cânticos e no final por uma representação da morte de Jesus.

“Queremos que seja uma noite onde chovam muitas graças para a vida de cada um de nós”, desejou o padre Nelson Rodrigues, pedindo a todos que assumissem uma “atitude de silêncio” para que a noite fosse vivida, “pessoalmente” e “comunitariamente”, “com muita tranquilidade, mas sobretudo com espírito de oração”.

O sacerdote explicou que a “noite de oração para todos” seria constituída por três momentos. “Num primeiro momento olhamos para Maria, num segundo para Jesus Cristo e num terceiro recordamos o que aconteceu”, adiantou.

A Via-Sacra, vivida com recurso a parte das meditações do papa Francisco na Via-Sacra da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) no Panamá, foi assim composta por um primeiro momento do recitação do rosário até à ermida de Nossa Senhora dos Mártires. Chegados ali, os participantes viveram o segundo momento com adoração ao Santíssimo Sacramento com cânticos e orações de louvor.

Dali seguiram em direção à Sé, onde se realizou o terceiro e último momento da Via-Sacra com a representação da morte de Jesus pelo grupo de jovens da paróquia local. “Iremos reviver o momento dramático da nossa história em que um Homem, de uma forma inocente, morre na cruz: o nosso Deus, Jesus Cristo”, tinha anunciado o padre Nelson Rodrigues.

Um dos pontos altos da noite foi mesmo a evocação dos últimos momentos da vida terrena de Jesus com a representação na catedral gótica a começar às escuras. Destaque para a interpretação ao vivo da música ‘Diário de Maria’, de Adriana Arydes, feita por Catarina Neto que representou Maria, Mãe de Jesus.

Verifique também

Seminário de Faro conta este ano com dois seminaristas da Arquidiocese de Évora

O Seminário de São José de Faro, instituição dedicada à formação dos futuros sacerdotes da …

Folha do Domingo

GRÁTIS
BAIXAR