Breves
Inicio | DA | Jovens escutas celebraram dia do patrono com atividade marcada pelo apoio a famílias carenciadas

Jovens escutas celebraram dia do patrono com atividade marcada pelo apoio a famílias carenciadas

dia_s_paulo_2014-2
© Carlos Vilela

Cerca de 60 escutas entre os 18 e os 22 anos de idade, pertencentes à IV secção do Corpo Nacional de Escutas (CNE) – Caminheiros (ramo terrestre) e Companheiros (ramo marítimo) – celebraram o seu patrono, São Paulo, no último fim de semana de janeiro, através de uma atividade que teve lugar em Armação de Pêra.

O Dia de São Paulo, realizado pela Junta Regional do Algarve do CNE através do seu Departamento Regional da IV Secção, entre 24 e 26 de janeiro, foi constituído por uma caminhada que na sexta-feira levou os jovens escutas até ao local onde montaram acampamento.

O imaginário da atividade, que teve como tema “Onde está o TEU Wally?” – numa alusão à personagem da série de livros de caráter infanto-juvenil criada pelo autor e ilustrador britânico Martin Handford –, resultou de um concurso de propostas apresentadas pelos próprios Caminheiros/Companheiros no seu encontro regional realizado em Faro em novembro passado.

Segundo a organização, a temática do encontro procurou “levar cada participante a encontrar Jesus” noutra pessoa, “o seu Wally”, numa alusão à própria conversão de São Paulo (celebrada anualmente pela Igreja a 25 de janeiro) que o fez encontrar-se com Cristo no caminho de Damasco.

Neste sentido, os Caminheiros/Companheiros, divididos pelas 10 tribos constituídas, realizaram trabalho voluntário de cariz sóciocaritativo em favor de famílias carenciadas de Armação de Pêra, a partir de uma recolha de informação previamente realizada pela equipa coordenadora com a colaboração da Junta de Freguesia e da paróquia local. “Foi muito rico e no Fogo de Conselho percebeu-se que eles ficaram muito sensibilizados e aprenderam com o que vivenciaram naquela experiência”, explicou ao Folha do Domingo, o chefe Tiago Silva, um dos responsáveis pela organização do encontro. “Há pessoas idosas que vivem na solidão e outras que têm carências económicas e problemas de saúde”, testemunhou aquele dirigente, acrescentando que os escuteiros retiraram três carrinhas de lixo das casas que visitaram, muitas delas em avançado estado de degradação.

Os escuteiros entregaram também àquelas famílias cabazes de alimentos que recolheram nas suas paróquias.

No domingo, após uma manhã de algumas atividades por postos no centro de Armação de Pêra e de contacto com a população local, o encontro, participado por 19 dirigentes, foi encerrado com a celebração da eucaristia campal, presidida pelo assistente regional do CNE, o padre António Freitas.

com Carlos Vilela

Verifique também

Câmara de Faro atribuiu nome do padre João Sustelo a praceta da cidade

A Câmara de Faro atribuiu no Dia do Município, 7 de setembro, o nome do …