Pub

Festa_liam_algarve_2015_1A Liga Intensificadora da Ação Missionária (LIAM) do Algarve promoveu, no passado dia 10 deste mês, a sua festa anual.

Os vários grupos missionários da LIAM, vindos dos quatro cantos da diocese do Algarve, num total de cerca de 300 pessoas compareceram ao evento que iniciou com a recitação da oração de Laudes ma igreja do Carmo, em Tavira.

De seguida, o padre Nuno Rodrigues, sacerdote missionário da congregação do Espírito Santo (espiritanos) e responsável nacional da LIAM, proferiu uma conferência sobre o tema “Viver a Missão com Paixão”, na qual exortou todos os “liamistas” a viverem a causa missionária como a primeira de todas as causas da Igreja.

Referindo-se à exortação apostólica ‘Evangelii Gaudium’ (A Alegria do Evangelho) do Papa Francisco, reafirmou que cada baptizado deve ser protagonista e entusiasta para uma nova evangelização. “Esta convicção deve ser um lema de cada um para que ninguém renuncie ao seu compromisso de evangelização”, afirmou o orador.

Festa_liam_algarve_2015_2A jornada teve continuidade com o testemunho missionário do recém ordenado diácono Elvino Oliveira, cabo-verdiano, que será enviado para o Paraguai após a sua ordenação presbiteral. Os pais do diácono apresentaram também o seu testemunho de família cristã geradora de cinco vocações de consagração, sublinhando a importância da oração no discernimento vocacional.

Após o almoço e a apresentação do historial da LIAM em Portugal, teve início a tarde cultural com a atuação do Coro Jubilate Deo e a recitação de poemas. Depois da apresentação da história da Ordem Terceira do Monte de Nossa Senhora do Carmo de Tavira, realizou-se ainda o habitual sorteio missionário que reverteu para a missão do diácono Elvino Oliveira no Paraguai e a recitação do rosário com marcado sentido missionário.

O dia terminou com a celebração da eucaristia, presidida pelo padre Nuno Rodrigues, que exortou toda a assembleia a viver o “mandamento do amor com muita paixão” sem “medos ou receios”. O sacerdote apelou ainda à abertura à causa missionária, salientando que “o Papa Francisco quer uma Igreja toda ela em saída ao encontro de todos os povos e culturas”.

No próximo ano, a festa anual da LIAM do Algarve será realizada na paróquia de Moncarapacho.

A Diocese do Algarve conta atualmente com 13 grupos missionários da LIAM, movimento de leigos [entenda-se, não clérigos ou religiosos] fundado em Fátima em 1937 pela Congregação do Espírito Santo para despertar e formar a consciência missionária entre os católicos portugueses. A nível nacional a LIAM está atualmente presente em oito dioceses e cerca de 300 paróquias portuguesas.

Pub