Pub

‘Loulé, Cidade Europeia do Desporto, 2015’ é o reconhecimento do trabalho que tem sido desenvolvido ao longo das últimas décadas e vai permitir a integração na rede europeia de desporto", adiantou o vereador do Desporto da autarquia, Joaquim Guerreiro.

A cerimónia de atribuição do certificado de aceitação da candidatura pela Associação Europeia de Capitais e Cidades de Desporto – ACES Europe decorreu ontem, em Loulé, contando com a presença do presidente do Instituto Português do Desporto e Juventude, Augusto Baganha.

Segundo o vereador da autarquia louletana, que preparou a candidatura no último ano, o concelho reúne "todas as condições" elencadas no manifesto da ACES Europa, segundo o qual a meta passa por promover os valores olímpicos a nível local.

Joaquim Guerreiro destacou a rede concelhia de equipamentos desportivos, a expressão do movimento associativo, a realização de eventos desportivos, o aproveitamento do binómio desporto/turismo e a cultura da prática desportiva em todas as camadas sociais e faixas etárias.

Nos últimos dez anos, acrescentou o autarca, foram investidos 30 milhões de euros na área desportiva, num concelho que dispõe de 241 equipamentos desportivos, públicos e privados, e no qual oito mil pessoas, mais de metade federadas, praticam desporto.

O vereador da câmara de Loulé destacou ainda os 47 eventos desportivos de dimensão internacional que o concelho acolheu em 2011 e 2012, como o Rali de Portugal ou o Portugal Masters em golfe.

"O programa não implicará qualquer esforço financeiro, mas apenas o envolvimento de todos os agentes, como os poderes públicos, as associações desportivas e empresariais e, principalmente, a comunidade local e regional", disse Joaquim Guerreiro.

O presidente da Câmara de Loulé, Seruca Emídio, no "ponto de partida" para uma candidatura que precisa de "mobilizar" as forças vivas do concelho, reforçou que a autarquia "não podia deixar passar a oportunidade de mostrar à Europa" o trabalho e o investimento feito no setor.

O representante da ACES Europe, Nuno Santos, explicou que a autarquia terá agora de concluir o seu processo de candidatura, com a entrega de uma brochura e de um vídeo, cujo primeiro esboço foi hoje apresentado.

Em 2014, o concelho algarvio receberá a visita de uma comissão de avaliação da instituição, que depois tomará a decisão final.

Caso seja escolhida, o município de Loulé terá de organizar cerca de três dezenas de eventos desportivos de cariz local, regional, nacional e internacional.

Estabelecendo uma bitola de comparação, Nuno Santos recordou que ‘Guimarães, Cidade Europeia do Desporto, 2013′, o primeiro título entregue a Portugal, tem sido "um autêntico sucesso nos seus quatro meses de realização".

Lusa

Pub