Pub

"Eu sou suspeito porque gosto pessoalmente do Macário Correia e gosto dele como autarca. Dito isto, eu sou professor de Direito, e portanto, um professor de Direito acha que as sentenças dos tribunais são para cumprir", afirmou.

Marcelo Rebelo de Sousa falava aos jornalistas à margem do jantar de apresentação da candidatura de Hélder Martins (PSD) à Câmara de Loulé, que reuniu cerca de mil pessoas, enchendo o pavilhão desportivo da cidade.

Segundo Marcelo Rebelo de Sousa, Macário Correia "tem o direito a levar os recursos até ao fim", mas quando os esgotar, o caminho adequado a tomar é acatar a última decisão do tribunal.

"Pode criticar-se a justiça, mas obedecer-se à justiça", afirmou, sublinhando que as decisões até podem ser injustas, mas se cada pessoa optar por não acatá-las "é o pandemónio num Estado de Direito".

Macário Correia foi condenado pelo Supremo Tribunal Administrativo (STA) à perda de mandato, em junho, mas mantém-se na autarquia até se esgotarem os recursos de que dispõe para tentar contrariar a decisão.

Em causa estão ilegalidades cometidas quando ainda era presidente da Câmara de Tavira, referentes a licenciamentos de obras particulares.

Lusa

Pub