Inicio | Sociedade | Marinha resgata três pessoas de embarcação virada a sul da barra de Olhão

Marinha resgata três pessoas de embarcação virada a sul da barra de Olhão

Marinha_salvamentoA Marinha informou ontem ter resgatado três náufragos, que “aparentavam boa saúde”, de uma embarcação de pesca que virou a sul da barra de Olhão e lançou um alerta à navegação na zona pelo afundamento da mesma.

A operação foi coordenada pelo Centro de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa (MRCC Lisboa), em articulação com o capitão do Porto de Olhão, e visou o resgate de três pessoas que se encontravam a bordo da embarcação de pesca “Ebenezer”, adiantou a Marinha num comunicado.

“O alerta foi dado às 13:31 locais, na sequência de uma comunicação efetuada pela embarcação de pesca Ebenezer, que se encontrava a duas milhas a sul da Barra de Olhão, com três pessoas a bordo, seguras à embarcação já virada e sem coletes salva-vidas”, explicou a Marinha.

Participaram na operação uma embarcação salva-vidas do Instituto de Socorros a Náufragos, uma lancha da Polícia Marítima e um navio da Marinha, referiu a mesma fonte, acrescentando que a embarcação de pesca “Belinha” estava na zona e também se envolveu nas operações.

“O MRCC Lisboa manteve contacto com os náufragos, garantindo a articulação com o Centro de Orientação de Doentes Urgentes. Cerca das 14:49, os tripulantes da embarcação ‘Ebenezer’ foram recolhidos, aparentando estar bem de saúde, pela lancha da Polícia Marítima, que tinha embarcado elementos do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM)”, referiu ainda a Marinha.

Os náufragos, todos de nacionalidade portuguesa, foram assistidos no local pelo INEM e pelos bombeiros, sendo depois encaminhados para o Hospital de Faro”.

A Marinha avisou as embarcações que naveguem na zona de Olhão para terem atenção a eventuais materiais flutuantes da embarcação afundada.

“Face ao afundamento deste tipo de embarcação, numa profundidade superior a 50 metros, a mesma não constitui um perigo para a navegação, pede-se, contudo, à navegação local atenção para eventuais materiais flutuantes da embarcação sinistra (bóias, coletes salva-vidas)”, refere, em comunicado, a Marinha.

Verifique também

Grupos algarvios da LIAM “foram os que mais se empenharam” no apoio a projeto em S. Tomé e Príncipe

Os grupos algarvios da Liga Intensificadora da Ação Missionária (LIAM) “foram os que mais se …

Folha do Domingo

GRÁTIS
BAIXAR