Breves
Inicio | Sociedade | Ministro da Administração Interna apresentou reforço de meios de segurança para o verão

Ministro da Administração Interna apresentou reforço de meios de segurança para o verão

Foto © Luís Forra/Lusa

O ministro da Administração Interna veio ontem ao Algarve apresentar o reforço de meios de segurança para a presente época de verão que ontem teve início.

Durante a apresentação do programa “Algarve Seguro 2018”, que reuniu em Faro governantes e autoridades de segurança, Eduardo Cabrita considerou, em declarações aos jornalistas, que o reforço de meios “é muito significativo”.

O ministro da Administração Interna adiantou que, entre 2018 e 2019, haverá um investimento de seis milhões de euros de equipamento, “de Aljezur a Vila Real de Santo António, em quase todos os concelhos [do Algarve], em infraestruturas da GNR e da PSP”.

Além disso, acrescentou o governante, a partir de agosto iniciar-se-á um processo de renovação das viaturas de ambas as forças policiais no Algarve, sendo esta a única região do país “em que há contratos locais de segurança com todos os municípios”.

Para o verão deste ano, a GNR anunciou, entre 15 de junho a 15 de setembro, um reforço permanente de 200 militares, apoiados por 19 viaturas, cinco equipas cinotécnicas e quatro equipas de patrulha a cavalo, estando ainda 570 militares destacados para eventos.

Mais uma vez, haverá patrulhamento misto com Guardia Civil espanhola, que começa a 01 de julho e se estende até 31 de agosto, nas zonas de Quarteira, Altura, Monte Gordo, Ayamonte, Isla Cristina e Lepe.

A GNR levará ainda a cabo ações de patrulhamento misto com a sua congénere francesa, a Gendarmerie Nationale, na zona de Albufeira.

A PSP promove um reforço em permanência da Unidade Especial de Polícia (UEP), com 33 equipas do Corpo de Intervenção (CI), entre 18 de junho a 23 de setembro, com núcleos em Portimão, para servir o Barlavento, e em Tavira, para policiar a zona do Sotavento.

Haverá também equipas mistas de policiamento constituídas por elementos do Corpo Nacional de Polícia e da Polícia Nacional de França e ciclo-patrulhas nas localidades de Vila Real de Santo António, Tavira, Olhão, Lagos e o aeroporto de Faro.

Desde 1 de junho, existe um reforço no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) de 32% do efetivo de inspetores da Direção Regional do Algarve.

O aeroporto de Faro conta com um reforço de 50% do número de inspetores no controlo de fronteira de primeira linha.

com Lusa

Verifique também

Praxe do curso de Educação Social visou contrariar a indiferença e combater a falta de afeto e a solidão

Os quase 40 alunos do primeiro ano do curso de Educação Social da Universidade do …