Pub

Apresentacao_mundialito_vrsa_2014Vila Real de Santo António e Ayamonte (Espanha) vão acolher, entre sábado e 20 de abril, 4.000 crianças, que integram as 200 equipas que vão disputar o Mundialito de futebol, anunciou o município algarvio.

Esta competição para crianças dos seis aos 12 anos realiza-se durante o período das férias da Páscoa e conta com a presença dos principais clubes portugueses, o Benfica, o Sporting e o FC Porto, mas também com a participação de emblemas internacionais como o Sevilha FC, o FC Barcelona, o Valência, o Atlético de Madrid e o Bétis de Sevilha (Espanha), a Juventus (Itália), o Ajax (Holanda), o Chelsea e o Arsenal (Inglaterra), o Vasco da Gama (Brasil) ou o Aspire Sports Academy (Qatar).

A competição, que junta crianças de mais de 50 nacionalidades, é organizada por uma empresa do antigo internacional uruguaio Ricardo Godoy, em parceria com os municípios de Vila Real de Santo António e Ayamonte, que compõem a Eurocidade do Guadiana, juntamente com Castro Marim, e vão investir cerca de 200 mil euros para a realização da prova.

Estes dados foram avançados ontem pela organização na apresentação da edição de 2014 do Mundialito de futebol, um dos maiores torneios infantis do Mundo, que se realiza pelo oitavo ano consecutivo no Algarve, contribuindo para que a “taxa de ocupação hoteleira nos municípios de Vila Real de Santo António e Ayamonte atinja os 100 por cento”, segundo a autarquia vila-realense.

“Durante a semana do evento, a taxa de ocupação hoteleira nos municípios de VRSA e Ayamonte atingirá os 100 por cento, contribuindo para a dinamização económica das duas cidades. Em termos globais, prevê-se que o retorno financeiro para a economia local atinja os dois milhões de euros”, revelou a Câmara de Vila Real de Santo António num comunicado.

Citado no texto, o presidente da Câmara algarvia, Luís Gomes, considerou que, “no quadro do Algarve, este é seguramente o evento com maior número de atletas envolvidos e com maior repercussão em termos económicos, constituindo sempre um ponto alto para a hotelaria e restauração” locais.

A prova volta este ano a integrar, acrescentou o município português, as atividades da Eurocidade Ayamonte–Castro Marim–Vila Real de Santo António e o autarca de Ayamonte, Antonio Rodríguez Castillo, destacou “a importância e a dimensão ibérica do evento”, que contará com uma carreira fluvial permanente para fazer os transportes dos jovens entre as duas localidades fronteiriças separadas pelo rio Guadiana.

Além da parte desportiva, o evento conta ainda com o “Mundialito Center”, que a câmara de Vila Real de Santo António adiantou ser “um espaço de convívio entre desportistas, clubes e patrocinadores, onde podem ser adquiridos produtos de merchandising e onde decorrem inúmeras atividades dirigidas aos visitantes”.

Os visitantes poderão também ver as Taças do Mundo e da Europa que a seleção espanhola de futebol conquistou em 2010, na África do Sul, e em 2012, na Polónia e Ucrânia, respetivamente, anunciou também o município.

Pub