Pub

Até aqui vice-presidente, Rogério Bacalhau assumiu a presidência da Câmara de Faro na terça-feira, depois de Macário Correia ter suspendido as funções enquanto aguarda um recurso contra a sua condenação à perda de mandato, por alegadas irregularidades no licenciamento de obras particulares na serra de Tavira, quando ainda presidia a essa autarquia.

Na sua primeira conferência de imprensa depois de assumir a presidência, Rogério Bacalhau agradeceu a Macário Correia pelo trabalho realizado ao longo dos últimos quase quatro anos e pela sua dedicação ao concelho e sublinhou que as “mudanças a operar na estrutura de funções são diminutas”.

“A Câmara tem um rumo definido coletivamente por este executivo em 2009 e que se consubstanciou na recuperação da credibilidade da autarquia e da sua operacionalidade funcional”, disse o novo presidente da Câmara, frisando que se “está a meio deste caminho, mas os resultados começam a estar à vista”.

Acompanhado pelos quatro vereadores da maioria PSD/CDS-PP/MPT/PPM, coligação que Macário Correia liderou até à vitória nas últimas eleições autárquicas, Rogério Bacalhau anunciou que Natacha Alentejano, até aqui chefe de gabinete de Macário Correia, assumiu as funções de vereadora por ser a pessoa que estava a seguir na lista concorrente ao escrutínio de 2009.

Por outro lado, a vereadora Teresa Correia vai assumir a vice-presidência da Câmara.

O presidente da Câmara de Faro com funções suspensas, Macário Correia, disse na terça-feira que quer continuar a trabalhar na “causa pública”, como nas últimas quase três décadas, sublinhando que não renunciou ao cargo.

“Não me sinto cansado, nem me sinto velho, nem me sinto desmotivado. Eu quero trabalhar, continuar a desempenhar as minhas funções. Neste momento eu não perdi o mandato de presidente da Câmara de Faro, não renunciei ao mandato, tomei a iniciativa de suspender funções enquanto aguardo pela última decisão judicial, a qual ainda não foi tomada”, afirmou o autarca em declarações à agência Lusa.

Lusa

Pub