Pub

Programa_cyclin_portugalA Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC) apresentou ontem, em Faro, o programa Cyclin’Portugal Algarve, que pretende tornar a região algarvia “no grande centro de estágios de ciclismo” da Europa.

“Queremos transformar o Algarve no grande centro estágios de ciclismo da Europa. O clima, a orografia, o pouco trânsito, a variedade de percursos e a oferta hoteleira são algumas das qualidades da região que devem ser aproveitadas”, explicou o presidente da FPC, Delmino Pereira, em conferência de imprensa realizada em Faro, em conjunto com a apresentação da 41.ª Volta ao Algarve em bicicleta.

O dirigente acredita que a região pode ser um polo agregador dos estágios de pré-temporada e de início de época das equipas profissionais e das seleções de ciclismo, mas ligar-se também ao mercado das regiões indicadas para a prática de ciclismo de lazer.

O programa Cyclin’Portugal Algarve inicia-se em 2015 com um conjunto de quatro eventos de alta competição, de uma prova de massas e da divulgação internacional do destino Algarve junto de equipas profissionais, seleções nacionais e turistas velocipédicos.

Em termos desportivos, a agenda integra a 41.ª Volta ao Algarve (18 a 22 de fevereiro), a Clássica Internacional Loulé Cidade Europeia do Desporto (01 de março), o 25.º Troféu Alpendre – Internacional do Guadiana (07 e 08 de março) e o 7.º GP Liberty Seguros – Troféu do Sudoeste e Costa Vicentina (21 e 22 de março).

Delmino Pereira revelou que, devido à realização deste conjunto de provas, a que se soma depois a Volta ao Alentejo, pelo menos seis equipas estrangeiras vão estagiar em Portugal ao longo de um mês.

Por outro lado, à margem da Volta ao Algarve, realiza-se no dia 21 de fevereiro o Algarve Granfondo, que vai atrair mais de meio milhar de ciclistas amadores e de lazer.

Será ainda produzido um manual sobre o Algarve, com informação sobre todos os serviços que é possível encontrar na região, o qual será distribuído às federações de ciclismo da Europa e às equipas profissionais, da categoria continental e de WorldTour.

Durante a sessão, a Federação Portuguesa de Ciclismo e a Fundação do Desporto assinaram um protocolo desportivo e financeiro para o desenvolvimento do programa, que prevê a disponibilização de 95 mil euros à FPC.

O secretário de Estado do Desporto, Emídio Guerreiro, esteve presente na conferência de imprensa, salientando que o Cyclin’Portugal Algarve se enquadra no conceito de economia do desporto, que o executivo pretende desenvolver.

“Este projeto, com grande potencial na chamada economia do desporto, é um ponto de partida para algo diferente. É um exemplo regional, que deve ser aproveitado em termos nacionais”, sublinhou.

Emídio Guerreiro lembrou que está em curso a Conta Satélite do Desporto, um instrumento elaborado pelo Instituto Nacional de Estatística que permitirá identificar e caracterizar a economia do desporto e o seu peso real no Produto Interno Bruto (PIB).

“Medirá o impacto do desporto, a montante e a jusante do movimento desportivo. Falamos das empresas ligadas ao setor e dos eventos desportivos em si. Permitirá sistematizar propostas e eventos e ajustar a oferta à procura”, realçou.

Pub