Breves
Inicio | Igreja | Oficina de Oração e Vida realizou-se na paróquia de São Luís de Faro

Oficina de Oração e Vida realizou-se na paróquia de São Luís de Faro

A paróquia de São Luís de Faro acolheu uma Oficina de Oração e Vida (TOV) que terminou o mês passado.

A iniciativa teve início a 4 de janeiro deste ano, tendo terminado no passado dia 5 de maio no Colégio de Nossa Senhora do Alto.

As TOV, fundadas em 1984 pelo frei Ignacio Larrañaga, sacerdote franciscano capuchinho, são um serviço dentro da Igreja Católica que ensina um método prático, em 15 sessões (uma por semana) para aprender a orar e a viver cristãmente. São simultaneamente uma Associação Internacional de Fiéis Leigos de Direito Pontifício, tendo sido aprovadas pelo papa João Paulo II, a 4 de outubro de 1997.

Maria Graciete Felizardo, uma das participantes na iniciativa, destaca a TOV como “uma força evangelizadora” muito “gratificante” para quem a vive. “Os conteúdos desta nova evangelização são tão marcantes, que os «oficinistas» ficam inundados de luz, serenidade, paz e bem-estar”, acrescenta, explicando que “em presença das múltiplas modalidades de oração, vai-se conseguindo chegar ao Senhor, na mais tonificante fé, persistência, renovação e na mais genuína oração de libertação”.

“Esta evangelização torna-nos seres humanos mais pacíficos, convincentes e mais humildes, recuperando-se a estabilidade emocional e uma alegria de viver, como antes não existia nas nossas vidas. Leva-nos a abrir a mente para solucionar os problemas mais recônditos, dado que ficamos a entender e a sentir que o Senhor é o nosso guia”, complementa.

A TOV na paróquia de São Luís teve como guias o casal Maria Vitória e Mário Arenga.

As TOV, que hoje existem em mais de 60 países do mundo, chegaram a Portugal há mais de 25 anos e estão presentes em todas as dioceses do país.

Verifique também

Conferências vicentinas do Algarve reuniram-se em Tavira em assembleia geral

As conferências do Conselho Central do Algarve da Sociedade de São Vicente de Paulo voltaram …

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.