Pub

CiclismoA Volta ao Algarve em bicicleta de 2016 vai contar com a presença de oito equipas do WorldTour, nomeadamente as duas primeiras do ‘ranking’ mundial de 2015, a espanhola Movistar, de Nelson Oliveira, e russa Katusha, de Tiago Machado.

Em comunicado, a Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC) dá conta de que, além das formações do primeiro escalão, estão também confirmadas cinco equipas de categoria Continental Profissional na 42.ª edição da ‘Algarvia’, que vai decorrer entre 17 e 21 de fevereiro de 2016.

Os outros seis conjuntos do WorldTour garantidos são a cazaque Astana, as norte-americanas Trek e Cannondale, na qual alinha André Cardoso, a belga Lotto Soudal, a holandesa Lotto NL-Jumbo e a russa Tinkoff, representada por outro português, Sérgio Paulinho, “estando ainda a decorrer negociações para enriquecer o pelotão com equipas de primeiro nível”.

A federação dá conta ainda de que, da categoria Continental, Profissional estão confirmadas a alemã Bora-Argon 18, do português José Mendes, a suíça Roth-Skoda, que conta com Bruno Pires, a Novo Nordisk, dos Estados Undios, a Verva ActiveJet, da Polónia, e a Rusvelo, da Rússia.

“A Volta ao Algarve, enquanto primeiro grande acontecimento velocipédico do ano em Portugal, convidará todas as equipas continentais portuguesas que venham a constituir-se”, lê-se ainda no comunicado da FPC, segundo o qual o pelotão deverá ter 23 ou 24 conjuntos.

A segunda das cinco etapas, com chegada ao alto da Fóia – que não acontece desde 2002 -, o contrarrelógio da terceira tirada e o final no alto do Malhão, no último dia, serão os pontos decisivos para se encontrar o sucessor do britânico Geraint Thomas, vencedor do ano passado, ao serviço da Sky.

No último dia, vai realizar-se em paralelo o Algarve Granfondo, evento para ciclistas amadores que conta já com mais de 250 inscritos, a cerca de três meses da sua realização.

Pub