Pub

OlhanenseA direção do Olhanense assumiu ontem a intenção de pagar as dívidas fiscais de antigos futebolistas e treinadores, lamentando a forma como o ex-jogador Carlos Fernandes expôs a situação.

“Sempre assumimos que, se houvesse algo a pagar, honraríamos esses compromissos. E é isso que temos estado a fazer, pelo que considero descabida esta conferência de imprensa”, disse à agência Lusa o presidente do clube, Isidoro Sousa.

Numa conferência de imprensa que teve lugar na sede do Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF), em Lisboa, o ex-lateral-esquerdo, que jogou no emblema de Olhão entre 2009 e 2011, revelou que foi notificado pelas finanças, em novembro de 2014, para saldar uma dívida de 5.500 euros, que deveria ter sido liquidada pelo próprio clube, no período em que lá jogou.

“A determinada altura reparámos que o recibo de vencimentos tinha designações como ajudas de custo, deslocações em viatura, subsídio de alimentação, e perguntámos aos responsáveis do Olhanense o que se tratava, já que não tínhamos negociado o contrato daquela forma. O presidente Isidoro Sousa garantiu-nos que era tudo legal e que não iria prejudicar ninguém no futuro”, afirmou o antigo jogador, que terminou a carreira em 2012.

O presidente do emblema algarvio remeteu mais detalhes para um comunicado entretanto divulgado no seu sítio oficial, no qual o clube de Olhão revelou ter sido alvo de uma auditoria da direção de Finanças em 2013 e mais tarde notificado para “corrigir algumas irregularidades”, em relação ao IRS.

“Desde o primeiro contacto com o ex-jogador Carlos Fernandes, bem como outros jogadores, o clube prontificou-se a responsabilizar-se pelos valores que iriam ser apurados depois da alteração da respetiva declaração de rendimentos, através de um plano de pagamento faseado, uma vez que o clube atravessa um período de dificuldades financeiras”, refere-se.

O Olhanense assegura que o departamento jurídico e financeiro do clube tem estado em contacto com o presidente do Sindicato dos Jogadores, Joaquim Evangelista, a fim “de apurar e regularizar as verbas devidas”.

No comunicado, o emblema lamenta a conferência de imprensa realizada hoje “e a forma como o ex-jogador Carlos Fernandes se tem dirigido ao clube e, em particular, ao sr. presidente, Isidoro Sousa”.

Pub