Pub

Ainda que de forma muito reservada, dado que aguarda hoje a formalização do acordo existente com o presidente do clube de Olhão, Isidoro Sousa, o ex-treinador do Estrela da Amadora manifestou a sua felicidade por voltar ao ativo, após cerca de ano e meio de período sabático.

"Estou feliz por ter oportunidade de voltar a trabalhar. Tive durante este ano e meio algumas propostas que rejeitei, sobretudo de clubes da Liga de Honra", afirmou o técnico à Agência Lusa.

Daúto Faquirá esteve quase certo no início de temporada passada na Académica, mas desentendimentos a nível diretivo no clube de Coimbra fizeram com que a escolha recaísse na vontade do presidente José Eduardo Simões em Rogério Gonçalves, que depois daria o seu lugar em outubro a André Villas-Boas.

Lusa

Pub