Pub

A primeira parte foi bastante viva e emotiva, altura em que se marcaram os dois golos, enquanto a segunda foi fraca e sem grandes motivos de interesse.

Os "estudantes" entraram determinados a resolver desde cedo a partida e criaram boas situações, mas foi o Olhanense a se adiantar, aos 22 minutos, por intermédio de Djalmir.

O golo despertou os forasteiros, mas foi a Académica quem aproveitou para marcar, quando, aos 31 minutos, Tiero converteu uma grande penalidade, a castigar um derrube de Vouho.

Na segunda parte, ao contrário dos primeiros 45 minutos, o jogo entrou numa fase muito fraca e mais parecia um jogo treino, com as duas equipas a "gerirem" um resultado que lhes parecia agradar.

A Académica viu-se privada do médio Tiero, aos 66 minutos, na sequência de uma entrada dura sobre Carlos Fernandes. O árbitro expulsou o ganês, obrigando André Villas-Boas a mexer na equipa, saindo o avançado Lito para dar lugar ao médio ofensivo Cris.

Lusa

Ficha do jogo:

Jogo no Estádio Cidade de Coimbra.

Académica – Olhanense, 1-1.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores:

0-1, Djalmir, 22 minutos.
1-1, Tiero, 31 (grande penalidade).

Equipas:
– Académica: Ricardo, Pedrinho (Paulo Sérgio, 84), Orlando, Markus Berger, Emídio Rafael, Nuno Coelho, Diogo Gomes, Tiero, João Ribeiro (Amoreirinha, 74), Lito (Cris, 70) e Vouho.

(Suplentes: Rui Nereu, Amoreirinha, Hélder Cabral, Paulo Sérgio, André Fontes, Cris e Amessan).

– Olhanense: Ventura, João Gonçalves, Sandro, Miguel Ângelo, Carlos Fernandes (Toy, 74), Rui Baião, Castro, Delson (Yazalde, 80), Paulo Sérgio, Ukra e Djalmir (Rabiola, 70).

(Suplentes: Bruno Veríssimo, Éder Baiano, Pietravallo, Toy, Yasalde, Lionn e Rabiola).

Árbitro: Elmano Santos, da Madeira.

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Paulo Sérgio (31), Rui Baião (33), Miguel Ângelo (53) e Yazalde (89). Cartão vermelho direto para Tiero (66).

Assistência: 3152 espetadores.

Pub