Pub

A LPFP recebeu as certidões da Segurança Social e da administração fiscal, que estavam em falta, pelo que a lista inicial de 16 clubes em situação irregular, conhecida 28 de junho, passou a estar reduzida a apenas três – Académica, da I Liga, e Oliveirense e Farense, da II.

"Cessa a medida de impedimento (…) de registar contratos de trabalho desportivo ou de formação, bem como de utilizar jogadores com contratos já registados em épocas anteriores", esclarece a Liga, relativamente ao Olhanense.

No dia 28 de junho, a Comissão Executiva da LPFP, com base no parecer da Comissão Técnica de Estudos e Auditoria, decidiu aceitar a inscrição de todos os 33 clubes – 16 na I Liga e 17 na II Liga (mais cinco equipas B) – nas competições profissionais, apesar de, então, 16 equipas estarem impedidas de inscrever jogadores.

Redação com Lusa

Pub