Pub

“O Sporting Clube Olhanense, sem nunca perder o sentido de solidariedade para com os seus pares, embora reconheça que subsistem situações no futebol profissional que devem ser melhoradas no curtíssimo prazo, entende que o atual momento não é o mais oportuno para tomar medidas radicais e extremar posições”, refere um comunicado divulgado pelos algarvios no seu sítio oficial, assinado pelo presidente, Isidoro Sousa.

O emblema algarvio reforça que "não apoiará uma possível moção de censura" ao presidente da FPF, Fernando Gomes, caso a mesma seja apresentada na próxima assembleia geral da instituição.

Na quinta-feira, o “Movimento de Clubes de Fátima” revelou em comunicado a intenção de solicitar um voto de censura a Fernando Gomes em AG da FPF, acusando o presidente federativo de ter uma conduta “inaceitável” e “censurável”, apesar de este “protesto” não ter qualquer efeito prático, nem estar previsto nos Estatutos da FPF.

O mesmo comunicado referia ainda que os subscritores estariam “disponíveis para votar favoravelmente uma proposta que vise a paragem dos campeonatos profissionais até que a FPF aceite as decisões democraticamente tomadas pelos órgãos da LPFP”.

Lusa
Pub