Pub

Os algarvios conseguiram operar a reviravolta no marcador, depois de uma desvantagem inicial, construindo o triunfo na segunda parte.

Com este resultado o Rio Ave volta adiar a questão da permanência, enquanto que a formação do sul deu um passo sólido para fugir aos últimos lugares da classificação.

A partida até começou com equilíbrio, com as duas equipas a proporcionarem um jogo interessante e procurando o golo com ambição.

O Olhanense foi a primeira equipa a deixar um aviso aos donos do terreno, com um remate, aos 16 minutos, de Rui Baião ao poste da baliza de Carlos.

O Rio Ave não se intimidou com o lance e, pouco depois, Bruno Gama, frente ao guardião Ventura, falhou por pouco o remate.

Os vilacondeneses galvanizaram-se com a jogada e, à passagem do minuto 24, Vítor Gomes, de cabeça, deu a melhor sequência a um cruzamento de Sidnei, inaugurando o marcador.

Pensava-se então que o Rio Ave teria o jogo controlado, mas, já nos descontos do primeiro tempo, Tengarrinha restabeleceu a igualdade, num lance confuso, e com culpas para defensiva da casa.

O segundo tempo começou com lance polémico, quando numa disputa entre Ukra e Fábio Faria, o árbitro Duarte Gomes vislumbrou uma grande penalidade, convertida por Djalmir.

Os donos do terreno desestabilizaram-se com a reviravolta no marcador, concederam mais espaços, e, por isso, não surpreendeu o 1-3, apontado por Djalmir.

A tarde de pesadelo do Rio Ave viria ainda ser sublinhada com mais dois golos dos visitantes, primeiro por Yazalde, e, depois, por Rabiola, de grande penalidade, já nos descontos.

Lusa

Ficha do Jogo

Jogo no Estádio do Rio Ave FC, em Vila do Conde.

Rio Ave – Olhanense, 1-5.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores:

1-0, Vítor Gomes, 24 minutos

1-1, Tengarinha, 45+2

1-2, Djalmir, 50 (penalti)

1-3, Djalmir, 55

1-4, Yazalde, 83

1-5, Rabiola, 90+2 (penalti)

Equipas:

– Rio Ave – Carlos, Wires, Gaspar, Fábio Faria, Valdir (Nelson Oliveira, 74), André Vilas Boas, Ricardo Chaves (Tarantini, 56), Vítor Gomes, Bruno Gama, Bruno Moraes e Sidnei (Chidi, 56).

(Suplentes: Trigueira, Evandro, Jefferson, Bruno Fogaça, Chidi, Nelson Oliveira e Tarantini).

– Olhanense: Ventura, Lionn, Tengarrinha, Miguel Ângelo, Carlos Fernandes, Delson, Rui Baião, Castro (Zequinha, 77), Paulo Sérgio, Djalmir (Yazalde, 72) e Ukra (Rabiola, 89)

(Suplentes: Bruno Veríssimo, Anselmo, Toy, Yazalde, João Gonçalves, Zequinha e Rabiola).

Árbitro: Duarte Gomes (Lisboa).

Ação disciplinar: Cartões amarelos para Delson (36); Fábio Faria (49), Wires (58); Paulo Sérgio (59) e (87); André Vilas Boas (90). Cartão Vermelho por acumulação para Paulo Sérgio (87).

Assistência: cerca de 1500 espectadores.

Pub