Pub

O central argentino Otamendi inaugurou o marcador, aos 23 minutos, e o brasileiro Hulk fechou a contagem, aos 45+1, apontando o seu quinto tento na prova, que lhe confere a liderança isolada na lista dos marcadores.

A formação portista passou a somar 18 pontos, aumentando para sete a vantagem sobre o segundo classificado, agora a Académica, que soma os mesmos 11 do Sporting de Braga e do Vitória de Guimarães e mais dois que o Benfica.

Os “encarnados” somaram o primeiro triunfo fora, ao vencer o Marítimo por 1-0, nos Barreiros. Um golo de Fábio Coentrão (58 minutos), o seu primeiro pelo clube na divisão principal, valeu o triunfo, após desaires por 2-1 nos redutos de Nacional e Vitória de Guimarães.

A formação comandada por Jorge Jesus esteve muito desinspirada na finalização, sobretudo Óscar Cardozo, e pode agradecer ao guarda-redes espanhol Roberto, autor de várias intervenções decisivas, isto num jogo em que se pode queixar de um claro penalti sobre Saviola não assinalado.

Com este triunfo, o Benfica, que na ronda anterior havia batido o Sporting por 2-0, subiu provisoriamente ao quinto lugar, com nove pontos, contra 11 de Académica, Sporting de Braga e Vitória de Guimarães e 18 do FC Porto.

Por seu lado, a Académica, com melhor diferença de golos do que os dois conjuntos minhotos, ascendeu ao segundo lugar, ao bater o Vitória de Guimarães por 3-1.

Os brasileiros Diogo Melo, aos 53 minutos, e Laionel, aos 90, e o senegalês Sougou, aos 80, apontaram os tentos do “onze” comandado por Jorge Costa.

Com o seu golo, o africano igualou o brasileiro Hulk (FC Porto) na liderança dos marcadores, com quatro golos.

Por seu lado, o avançado brasileiro Edgar Silva, ex-jogador da “Briosa”, apontou o tento dos forasteiros, aos 54 minutos, com um remate de cabeça.

A formação “arsenalista”, vicecampeã em título, também já ganhou na sexta ronda, ao vencer em casa a Naval 1.º de Maio por 3-1, sexta feira, na jogo de abertura.

Os brasileiros Mossoró, Orestes (própria baliza) e Paulo César faturaram para o “onze” de Domingos Paciência, enquanto o compatriota Fábio Júnior apontou o tento de honra do conjunto da Figueira da Foz.

Lusa
Pub