Pub

"Podemos esperar um Olhanense muito sério, muito rigoroso e extremamente competitivo, porque esses devem ser os atributos de uma equipa de menor dimensão se quiser trazer um resultado positivo de Alvalade", comentou Bruno Saraiva, na antevisão à partida da 29.ª e penúltima ronda da I Liga.

O Olhanense terá pela frente um adversário cuja classificação "não se coaduna com a história do clube", mas com jogadores de "grande qualidade individual", que ainda esperam chegar à vaga de qualificação para a Liga Europa.

"O Sporting vem de uma derrota e este será o último resquício de esperança para chegar à Europa num ano de transição, com alterações profundas. Os jogadores sentirão que poderá ser o último jogo para conquistar uma vaga europeia", disse o treinador dos algarvios.

Contra esse "fator acrescido de motivação" para o adversário, Bruno Saraiva contrapõe as "armas" que o Olhanense deve apresentar: "Temos de ser uma equipa desinibida, com coragem e preparada para sofrer."

Reconhecendo ser "utópico" afirmar que o Olhanense pode "discutir o jogo de forma descarada e deliberada", o técnico lembrou que existem dois resultados positivos em três possíveis.

"Um resultado positivo passa por um empate, um resultado muito positivo passa por uma vitória. Quanto à derrota, nem nos passa pela cabeça. São três os resultados possíveis, há dois que interessam e tentaremos lutar por eles", afirmou.

A vitória da última jornada, em casa, diante do Rio Ave (1-0), deu "um novo alento" aos jogadores. "Vamos a Alvalade para deixar uma boa imagem, reforçar o que de bom fizemos e melhorar o que de menos bom fizemos para crescermos como equipa", concluiu Saraiva.

O técnico não quis confirmar se pode ou não contar com Nuno Reis, jogador emprestado pelo Sporting que falhou o jogo da primeira volta apesar de estar apto, mas revelou que o defesa estava convocado.

O Sporting, sétimo classificado, com 36 pontos, recebe sábado o Olhanense, 14.º com 24, em jogo marcado para as 18.15, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, com arbitragem de Olegário Benquerença (Leiria).

Lusa

Pub