Pub

Para o Futebol Clube do Porto, ganhar em Olhão significava isolar-se provisoriamente no topo da tabela classificativa até à conclusão do Braga-Benfica de amanhã e abafar o ruído resultante da derrota, a meio da semana, para a Liga dos Campeões.

O início do jogo ficou marcado pela grande penalidade assinalada contra a equipa da casa, logo aos 2 minutos. Kleber e Maurício seguiam lado a lado, o defesa encostou no avançado portista e este deixou-se cair. João Capela considerou falta e indicou para a marcação do castigo máximo. Hulk tentou colocar a bola junto ao poste esquerdo de Fabiano mas o guarda-redes brasileiro mergulhou para uma grande defesa. A bola, no entanto, sobra para Hulk que, de pé direiro, remata para nova defesa de Fabiano.

Ficha do jogo

LIGA ZON SAGRES

10.ª JORNADA

Estádio José Arcanjo, Olhão, 5 de Novembro de 2011

 

OLHANENSE – FC PORTO

SPORTING CLUBE OLHANENSE

22 – Fabiano Freitas

5 – Maurício

6 – Nuno Piloto

7 – Ismaily

8 – Mateus

17 – Wilson Eduardo

18 – Cauê

23 – Salvador Agra

26 – André Pinto

30 – Mexer

65 – Fernando

Suplentes

24 – Ventura

9 – Toy

10 – Ivanildo

12 – Vítor Vinha

14 – Figueroa

16 – Rui Duarte

20 – Dady

 

FUTEBOL CLUBE DO PORTO

1 – Helton

4 – Maicon

5 – Álvaro Pereira

7 – Belluschi

8 – João Moutinho

11 – Kléber

12 – Hulk

14 – Rolando

19 – James

22 – Mangala

25 – Fernando

 

Suplentes

31 – Bracali

6 – Guarin

17 – Varela

18 – Walter

26 – Alex Sandro

30 – Otamendi

35 – Defour

Árbitro: João Capela


Principais momentos do jogo

2′ – Penalti para o FC Porto. Duvidoso. O árbitro considera que Maurício empurra Kleber. Cartão amarelo para o defesa.

4′ – Fabiano defende o penalti de Hulk! Grande defesa! Na recarga, o avançado brasileiro remata para nova defesa do guarda-redes!

13′ – Fabiano soca a bola para a frente, a recarga de Belluschi sai muito por cima.

21′ – Na sequência de um canto, Mexer, em boa posição, remata por cima da barra.

22′ – Remate fraco de Belluschi, ao lado.

26′ – Saída fora de tempo de Fabiano, a bola sobra para Maicon mas este remata contra um jogador do Olhanense.

30′ – Cartão amarelo para Fernando por impedir o contra-ataque do Olhanense.

32′ – Cartão amarelo para Rolando por falta sobre Wilson Eduardo.

45′ – Grande oportunidade de golo para o FC Porto. Vários jogadores na área não conseguem emendar para golo.

47′ – Maurício falha o corte, Hulk isola-se e remata por cima da barra.

49′ – Canto para o FC Porto, a bola sobra para Mangala que, em posição frontal, cabeceia por cima.

51′ – Cruzamento de Hulk para o interior da área, Mexer corta para canto.

52′ – Mangala coloca a bola no fundo das redes do Olhanense mas João Capela assinala falta sobre Fabiano.

55′ – Cartão amarelo para João Moutinho, por falta dura sobre Cauê.

57′ – Cartão amarelo para Salvador Agra, por protestos.

58′ – Substituição no FC Porto, sai Kleber, entra Walter.

59′ – Remate forte de Wilson Eduardo, ao lado.

61′ – Wilson Eduardo isola-se, tenta o “chapéu” a Helton mas fica curto.

64′ – Álvaro Pereira entra na área, coloca a bola em Hulk mas este remata muito por cima.

66′ – Canto para o FC Porto, Maicon cabeceia ao lado.

3275 espectadores no Estádio José Arcanjo.

67 – Substituição no Olhanense, sai Mateus, entra Rui Duarte.

70′ – Contra-ataque do Olhanense, Wilson perde tempo de remate, a bola sobra para Rui Duarte que remata ao lado.

71′ – Contra-ataque do FC Porto, Ismaily corta “in extremis” e cede canto.

72′ – Dupla substituição no FC Porto, saem Fernando e Belluschi, entram Guarin e Defour.

77′ – Remate de Wilson Eduardo para defesa apertada de Helton.

79′ – Remate forte de James, Fabiano encaixa.

80′ – Substituição no Olhanense, sai Wilson Eduardo, entra Ivanildo.

90’+1 – Cartão amarelo para Cauê.

90’+1 – Substituição no Olhanense, sai Salvador Agra, entra Figueroa.

 

 

 


 

A partir daí, o FC Porto tentou aproximar-se da baliza adversária mas, pouco acutilante, não conseguiu criar jogadas de grande perigo. Os cruzamentos não obtinham o seguimento desejado, até foi Fabiano que, com duas saídas extemporâneas, colocou a bola à mercê dos jogadores portistas.

O Olhanense tentou explorar o contra-ataque através das combinações entre Mateus, Wilson Eduardo e Salvador Agra. No entanto, apenas conseguiu criar perigo através de um remate de Mexer, aos 21 minutos. De resto, muita cerimónia para rematar à baliza de Helton. Defensivamente, a equipa de Faquirá esteve bem na maior parte dos lances.

O resultado ao intervalo não agradava a Vítor Pereira e o Futebol Clube do Porto entrou com impetuosidade na 2.ª parte, com várias oportunidades claras de golo nos primeiros dez minutos. Hulk, desaparecido na 1.ª parte, parecia disposto a redimir-se do penalti falhado mas continuava a não acertar com a baliza. Até ao fim, a defesa algarvia conseguiu anular todos os lances de ataque dos visitantes, com destaque para alguns cortes “in extremis” de Ismaily e Mexer e para o jogo áereo de Maurício. E claro, o sempre atento Fabiano. Na frente, Wilson Eduardo ainda causou calafrios na defensiva portista mas não conseguiu marcar.

O resultado pode ser considerado justo pela organização do Olhanense e pelo espírito combativo dos seus jogadores, penalizando o Futebol Clube do Porto pela fraca primeira parte.

Abel Ramos

 

Pub