Pub

O Papa anunciou hoje novidades relativamente à celebração da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) a nível diocesano.

“Passados 35 anos da instituição da JMJ, depois de ter ouvido o parecer de várias pessoas e o Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida – que é competente no que se refere à Pastoral Juvenil – decidi transferir, a partir do próximo ano, a celebração diocesana da JMJ do Domingo de Ramos para o Domingo de Cristo Rei”, declarou Francisco durante a missa a que presidiu, na basílica de São Pedro, no Vaticano, na qual foram entregues os símbolos da JMJ a uma delegação portuguesa.

“No centro, continua a estar o Mistério de Jesus Cristo Redentor do homem, como sempre destacou São João Paulo II, iniciador e patrono da JMJ”, acrescentou.

A JMJ realiza-se, anualmente, a nível local (diocesano), alternando com um encontro internacional a cada dois ou três anos, numa grande cidade.

As edições internacionais destas jornadas promovidas pela Igreja Católica são um acontecimento religioso e cultural que reúne centenas de milhares de jovens de todo o mundo, durante cerca de uma semana.

com Agência Ecclesia

Pub