Pub

Foto © Ricardo Massano
Foto © Ricardo Massano

No passado sábado, dia 17 de setembro, a equipa da Pastoral Familiar da Diocese do Algarve promoveu em Faro um encontro de agentes daquela pastoral, intitulado “A Pastoral Familiar: Pistas e Desafios”, tendo como pano de fundo a exortação apostólica pós-sinodal do papa Francisco ‘Amoris Laetitia’ (Alegria do Amor), sobre o amor na família.

Foto © Ricardo Massano
Foto © Ricardo Massano
Foto © Ricardo Massano
Foto © Ricardo Massano

O encontro, que decorreu no auditório da Escola Secundária João de Deus e veio na prossecução do “Jubileu das Famílias” que a Igreja do Algarve celebrou no dia 21 de maio, contou com a participação de mais de 40 famílias, num total de cerca de 100 pessoas, pertencentes às quatro vigararias (grupos de paróquias) que constituem a Diocese do Algarve.

Após o acolhimento e a oração da manhã, orientada por uma das famílias presentes do Movimento dos Focolares, o bispo do Algarve, D. Manuel Quintas, saudou os presentes e sublinhou a importância do atual momento para as novas urgências pastorais que dizem respeito à família.

Foto © Ricardo Massano
Foto © Ricardo Massano

A animar a manhã esteve um grupo de jovens da paróquia de Montenegro que através da sua música, alegria e boa disposição marcou o ritmo e deu o mote à ordem de trabalhos.

Foto © Ricardo Massano
Foto © Ricardo Massano
Foto © Ricardo Massano
Foto © Ricardo Massano

O encontro prosseguiu com a intervenção de um elemento da equipa diocesana da Pastoral Familiar, Carlos Ferrinho, que de forma breve apresentou as famílias presentes fazendo, também, um retrato da representação das paróquias por vigararia.

Interveio, ainda, outro elemento da mesma equipa, Maria Eugénia Jesus para estimular os presentes à participação de famílias da Diocese nas 28ªs Jornadas Nacionais da Pastoral Familiar que decorrerão em Fátima nos dias 22 e 23 de outubro.

Antes da intervenção do padre Rui Pedro Carvalho, o vigário geral, cónego Carlos César Chantre, recordou aos presentes o grande objetivo do dia que se centrou na formação de agentes da pastoral familiar, um momento de formação repleto de pistas e desafios, que norteiem os trabalhos nas paróquias.

Foto © Ricardo Massano
Foto © Ricardo Massano

O padre Rui Pedro Carvalho, responsável da Pastoral da Família do Patriarcado de Lisboa, começou por apresentar alguns dados do trabalho desenvolvido pela sua equipa, deixando algumas constatações e evidências recolhidas numa primeira fase dos trabalhos decorrente de um questionário aplicado a nível nacional sobre a situação das famílias em Portugal. Alertou os presentes para as dificuldades e desafios que podem surgir, salientando que as estratégias de ação concretas devem ser ajustadas a cada realidade. Em jeito de conclusão falou de projetos e partilhou algumas experiências na área.

Foto © Ricardo Massano
Foto © Ricardo Massano

Após um breve intervalo, a segunda parte do encontro foi conduzida pelo padre Nélson Rodrigues, assistente do Sector da Pastoral Juvenil e do Secretariado da Pastoral Vocacional da Diocese do Algarve. Depois de fazer uma análise da estrutura diocesana destes dois serviços procurou encontrar pontos de contacto entre as diversas pastorais, indicando possíveis pontes a estabelecer para que o trabalho da pastoral familiar (e de outras) seja mais proveitoso e fértil.

Foto © Ricardo Massano
Foto © Ricardo Massano

A manhã terminou com um painel moderado por outro elemento da equipa diocesana da pastoral familiar, Manuel Nora, onde houve lugar a um período para perguntas e respostas aos oradores convidados.

Foto © Ricardo Massano
Foto © Ricardo Massano

O encontro terminou com o almoço partilhado, tendo D. Manuel Quintas se congratulado com os trabalhos desenvolvidos, agradecendo a colaboração dos oradores, o envolvimento da equipa responsável da Pastoral Familiar da Diocese e a participação das famílias das várias vigararias.

Pub