Pub

O partido recordou ter já questionado o MAI por duas vezes sobre o assunto, tendo o Ministério reconhecido nas respostas que as instalações da GNR de Lagos estavam degradas e que estava a estudar a hipótese de transferência do atual quartel para a escola disponibilizada pela autarquia.

O grupo parlamentar do PCP lamentou, em comunicado, que o Governo tenha dado a mesma resposta às duas perguntas apresentadas na Assembleia da República, em julho e dezembro, sem dizer quando pretende consumar a mudança.

“Esta recusa do MAI em clarificar as suas intenções relativamente às futuras instalações da GNR – depois de já ter reconhecido que as atuais instalações se encontram degradadas e desajustadas face às necessidades do serviço – representa um inaceitável desprezo pelas condições de trabalho dos profissionais da GNR, assim como pela população do concelho de Lagos”, considerou o PCP.

Em declarações à agência Lusa, a 23 de dezembro, o presidente da Câmara de Lagos, Júlio Barroso (PS), criticou a intenção do Governo de transferir o posto territorial da GNR de Lagos para Vila do Bispo e lamentou a falta de resposta do MAI à proposta da autarquia de passar a força de segurança para uma antiga escola desativada.

O atual posto territorial de Lagos funciona há mais de um século num antigo convento, está degradado e não tem condições para os militares trabalharem e atenderem a população de forma condigna, frisou Júlio Barroso.

“Em setembro, [o Governo] respondeu a um grupo parlamentar que estava a estudar com a Câmara a possibilidade de relocalização na escola, à Câmara nunca se dignou a responder nada, e agora respondeu a outro grupo parlamentar que está a encarar a possibilidade de transferir o posto para Vila do Bispo”, disse o autarca, referindo-se a perguntas feitas pelo PCP e pelo Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV) em separado.

A justificação dada para a saída do posto de territorial de Lagos foi a de que o quartel em construção em Vila do Bispo representava um investimento de 1,3 milhões de euros, estava sobredimensionado e localizado a cerca de 20 quilómetros, acrescentou.

Lusa

Pub