Pub

© Samuel Mendonça
Foto © Samuel Mendonça

O peditório nacional deste ano da Cáritas, realizado no Algarve, como em todo o país, entre 5 e 8 de março, rendeu 4.615 euros, menos 253 euros do que em 2014.

A Cáritas Portuguesa anunciou ontem que recolheu no total do peditório nacional 300.098 euros, montante que representa uma diminuição de 8,5 por cento face a 2014.

Lembrando que o peditório público constitui a única fonte de rendimento para o apoio social que realiza, a Cáritas Diocesana do Algarve lamenta que a iniciativa não tenha sido realizado em algumas “grandes cidades” algarvias.

Nos últimos anos, o valor angariado no Algarve pelo peditório tem sofrido oscilações. Em 2010 a quantia recolhida foi de 5.551 euros, em 2011 de 3.065 euros, em 2012 de 4.878 euros e em 2013 de 5.135 euros.

No âmbito da Semana Nacional da Cáritas, este ano sob o tema “Num só coração, uma só família humana”, em que decorreu o peditório, a Cáritas algarvia promoveu as XIV Jornadas de Ação Sociocaritativa, um seminário na Escola Superior de Educação e Comunicação da Universidade do Algarve, para os alunos do curso de Educação Social, e uma recolha de alimentos em supermercados de Faro que rendeu 2.060 quilos de géneros com a colaboração dos Agrupamentos 98, 1172 e 1324 do Corpo Nacional de Escutas.

Pub