Inicio | Política | Plano contra incêndios de Albufeira aposta na prevenção

Plano contra incêndios de Albufeira aposta na prevenção

Foto © José Coelho/Lusa
Foto © José Coelho/Lusa

O Plano Municipal de Defesa da Floresta contra Incêndios do concelho de Albufeira, hoje aprovado, aposta na sensibilização e na prevenção para reduzir o número de ignições, explicou à Lusa o presidente do município.

“Apesar de não termos muita área florestalm, temos muitas ignições, ainda que pequenas”, explicou Carlos Silva e Sousa, acrescentando que, dado que muita da área em causa é de propriedade privada, o município vai apostar em campanhas de sensibilização para a limpeza de terrenos.

De acordo com os dados do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas, número de ignições no concelho tem vindo a diminuir desde 2012, ano em que aquele concelho registou 62 ocorrências.

Em 2013, Albufeira teve 40 fogos, 23 em solo agrícola e 17 em área florestal, e, em 2014, teve 34 ignições, 14 das quais em área florestal.

O plano concelhio vai estar em vigor até 2019 e trabalha a defesa da floresta contra incêndios fazendo a articulação de todos os agentes e meios existentes.

“Temos o diagnóstico feito, sabemos onde estão as fragilidades e temos um plano de ação para elas”, disse Carlos Silva e Sousa, adiantando que a autarquia já encetou trabalhos de limpeza de material combustível nas linhas de água do concelho e comprou recentemente um autotanque para reforçar os meios de combate a incêndios para os bombeiros do concelho.

A elaboração e monitorização do plano é da responsabilidade da Comissão Municipal de Defesa da Floresta contra Incêndios, que conta com a participação da Câmara Municipal de Albufeira, do Instituto de Conservação de Natureza e Florestas (ICNF), da GNR, dos bombeiros do concelho e outros agentes locais.

Em representação do ICNF, João Martins realçou a importância destes planos serem “realistas, realizáveis, escalonáveis e monitorizados” para que possam ter consequências positivas no terreno.

A segurança de bens e pessoas alia-se, neste caso, à questão da proteção da natureza num concelho onde o turismo é atividade económica dominante e onde algumas das áreas florestais estão rodeadas por núcleos urbanos e turísticos.

“A nossa floresta, sendo pequena, é de uma beleza extraordinária e temos de a preservar ao máximo”, referiu aquele responsável municipal, apontando que a natureza é um dos elementos de atração turística do concelho.

O concelho de Albufeira, localizado no distrito de Faro, tem uma área total de 141 quilómetros quadrados que incluem aproximadamente três mil hectares de área florestal, 8.292 hectares de área agrícola, 294 hectares de área improdutiva, 2.462 hectares de área designada como social que se somam às áreas urbanas.

Verifique também

Eleições legislativas: Jorge Botelho volta à Câmara de Tavira até ser empossado deputado

O presidente da Câmara de Tavira, Jorge Botelho, disse que retomou as funções na autarquia …

Folha do Domingo

GRÁTIS
BAIXAR