Pub

OlhanenseOs jogadores do Olhanense, da II Liga de futebol, ameaçaram hoje avançar para o pré-aviso de rescisão de contrato se a SAD não pagar dois meses de ordenados até segunda-feira, anunciou o presidente do sindicato dos jogadores.

“Comprometi-me a ligar aos responsáveis do Olhanense, à Liga de clubes e à Federação Portuguesa de Futebol, porque isto afeta a imagem do futebol português, e, antes de tomar qualquer decisão, obter uma resposta adequada e receber já dois meses. Na segunda-feira, caso isso não suceda, virei cá novamente e os jogadores vão fazer um pré-aviso de rescisão”, disse Joaquim Evangelista, após uma reunião de duas horas com o plantel do emblema algarvio, numa unidade hoteleira de Olhão.

Se o pré-aviso de rescisão for entregue, o clube terá três dias úteis para o pagamento do salário em dívida, posteriores à sua receção, e, caso não proceda ao pagamento dos salários nesse período, os jogadores podem avançar para a rescisão do contrato com justa causa.

“Temos até segunda para dar resposta e ajudar a minimizar os problemas dos jogadores e, a partir dessa data, serão tomadas medidas em concreto para salvaguardar o respetivo futuro”, alertou Evangelista.

Segundo o presidente do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF), os futebolistas do Olhanense viúvem “dramas humanos e pessoais graves”, especialmente os jogadores estrangeiros, que “têm de enviar dinheiro para as respetivas famílias”.

“Uns estão três meses em atraso e outros, que já vêm da época passada, com quatro. E o próximo ordenado vence a 5 de fevereiro. Basta colocar-nos na mesma posição e perceber o que isso significaria no nosso orçamento”, argumentou Evangelista.

O líder do sindicato criticou a Liga de clubes, lembrando que se trata de uma situação recorrente no futebol português.

“É mais um sinal de que é necessário mudar as regras. Não podemos assistir, constantemente, a clubes históricos que chegam a esta altura do campeonato e deixam de pagar salários. Isso significa que o licenciamento e o controlo falharam”, sustentou.

A agência Lusa tentou obter uma reação da Olhanense SAD, mas até ao momento não foi possível.

Pub