Pub

Com ventos entre os quatro e os sete nós, as equipas tiveram um esforço adicional para saírem vitoriosas, isto porque com vento fraco, qualquer erro pode ser crucial e fazer a diferença, assumindo a estratega um papel fundamental.

Claire Leroy e a sua equipa são uma das equipas favoritas a ganhar esta prova, continuando em excelente forma e preparação desde 2007, ano esse em se sagrou campeã mundial de Match Racing ISAF, ganhou o título europeu e foi nomeada para o prémio o ISAF Rolex World Sailor of the Year.

As equipas portuguesas nesta prova, de Rita Gonçalves e Catarina Carvalho, conseguiram vencer dois flights e perder outros dois.

Para Rita Gonçalves, líder do Ranking Nacional Feminino, as condições meteorológicas não estão muito favoráveis à prática da Match Racing.

“O vento está muito instável, o que dificulta a colocação do barco em movimento. É necessário saber aproveitar bem os saltos do vento”, comentou a portuguesa.

As regatas deste segundo dia serão realizadas, uma vez mais, durante a tarde, devido ao vento fraco que se continua a sentir em Portimão.

Lusa

Pub