Pub

Os algarvios estiveram em vantagem até aos 87 minutos, com tentos de Pedro Santos (30), na própria baliza, e de Ruben Fernandes (76), mas o Trofense, em três minutos, evitou a derrota, com golos de Reguila (87) e Pedro Araújo (90).

A equipa da casa entrou melhor, assumiu o controlo do jogo a meio-campo e, após várias oportunidades de golo falhadas, chegou à vantagem aos 30 minutos, num autogolo de Pedro Santos, ao tentar intercetar um cruzamento de Zambujo.

Até ao intervalo, os algarvios desfrutaram de três oportunidades flagrantes de golo para ampliarem a vantagem, em lances em que Lucas Silva e Luís Carlos, isolados, não acertaram na baliza.

No segundo tempo, o Portimonense manteve o domínio e, apesar de ter ficado reduzido a 10 elementos por expulsão do central Eridson, ampliou a vantagem, aos 76 minutos, num lance finalizado por Ruben Fernandes, na sequência de um pontapé de canto.

A partir daqui, os algarvios abrandaram o ritmo e a pressão atacante, tendo o Trofense aproveitado para, em contra-ataque, ameaçar a baliza de Serginho.

O atrevimento da equipa de João Eusébio seria premiado com um golo de Reguila, jogador que entrou ao intervalo, aos 87 minutos, ao aproveitar uma defesa incompleta do guarda-redes algarvio, após remate de Pedro Araújo.

O golo animou a formação da Trofa e, três minutos depois, Pedro Araújo empatou o jogo, fixando o resultado em 2-2.

Folha do Domingo com Lusa
Pub